Como aproveitar as promoções sem se endividar

Atenção! A Provu não solicita depósito antecipado ou PIX para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Como aproveitar as promoções sem se endividar

Por Provu

3 Minutos

Publicado em 06 jan, 2020

Atualizado em 06 jan, 2020

3 min de leitura

Link Copiado!

Veja estas dicas para aproveitar as promoções e não cair nas dívidas.

Pode parecer sempre bom, mas nem sempre comprar na promoção é um bom negócio. Adquirir um produto mais barato só pelo fato de não estar em oferta pode prejudicar as suas finanças e te deixar endividado. Mas como aproveitar as promoções do jeito certo? A gente separou algumas dicas de como aproveitar as ofertas sem estourar o cartão de crédito ou o cheque especial.

Não compre no impulso

Questione, “eu preciso disso? ”. Essa é a principal pergunta que deve ser respondida, mesmo quando a promoção é muito boa. Se a resposta for não, deixe para lá. Muitas vezes as compras por impulso são as grandes culpadas pelos problemas nas finanças e atrapalham naquela meta de guardar dinheiro que nunca é atingida.

Descobrir o seu perfil financeiro pode ajudar nessa etapa! Faça o teste!

Acompanhe o preço do produto

Aproveite as ferramentas de comparação de preços na internet e acompanhe o que você quer comprar por um tempo. Assim você saberá o valor médio da mercadoria e terá certeza que a promoção é de verdade.

Compre depois das datas comemorativas

Natal, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças e Dia dos Namorados são as principais datas do comércio. Aproveite para comprar logo depois, quando o comércio costuma fazer promoções para renovar o estoque.

No caso de vestuário, fique atento às trocas de coleção, geralmente no fim das estações.

Evite o cartão de crédito

Se o produto estiver com um preço bom e for indispensável a compra naquele momento, tudo bem parcelar. Mas, se não existe tanta pressa, guarde o dinheiro e tente pagar à vista. O desconto, mesmo na promoção, é sempre maior.

Compare

Consulte sites que comparam preços para o item que você deseja em diferentes lojas, assim você terá maiores referências das oscilações de valor ao longo do ano e saberá se, de fato, está fazendo um bom negócio.

Defina limites

Analise seu orçamento e determine um teto para os seus gastos com as promoções, sempre priorizando itens que são realmente necessários. Lembre-se que o valor não pode fazer falta mais à frente quando os boletos chegarem.

Aproveitou a Black Friday?

A gente já falou sobre os perigos que a Black Friday pode trazer, mas se um produto que você realmente precisou estava na promoção,foi bom ter aproveitado.

Evite o shopping

Se você está com o dinheiro contato e não se controla muito, evite usar o shopping como lazer. Prefira locais como parques para passar o tempo. É mais saudável e faz bem para o bolso.

Escrito por: Provu

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo
s

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.