O que é um consórcio?

Atenção! A Provu não solicita depósito antecipado ou PIX para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

O que é um consórcio?

Por Provu

6 Minutos

Publicado em 25 mar, 2021

Atualizado em 25 mar, 2021

6 min de leitura

Link Copiado!

Você pode não saber exatamente como funciona, mas certamente já ouviu falar sobre consórcios, principalmente quando se tem o sonho de comprar um carro ou o primeiro apartamento, mas sem tanta pressa para ver esse sonho realizado.

O consórcio é uma modalidade de crédito baseada na união de pessoas que contribuem para uma poupança comum. Ao contratar um consórcio, você fará parte de um grupo onde todos ficam responsáveis por pagar as mensalidades, garantindo a compra futura de um bem ou serviço. Justamente por esta prática ser financiada pelos próprios integrantes do grupo, o consórcio também é conhecido como autofinanciamento.

Como funciona o consórcio?

Os responsáveis e também autorizados a formar e gerenciar os grupos de consórcios, são chamadas de administradoras e precisam ter registro e serem fiscalizadas pelo Banco Central. As mais conhecidas são os próprios bancos, mas outras instituições como agências de crédito e seguradoras também podem oferecer o serviço. No site do Banco Central é possível acessar a lista de todas as instituições autorizadas.

O consórcio é uma forma de comprar com mais planejamento e segurança. Definida a administradora que irá contratar, você verifica os planos de valores e prazos disponíveis, antes de fazer a contratação. Compreenda que ao optar por um consórcio, você compra uma cota,. A qual vira uma mensalidades e ao final do contrato – ou antes, caso seja contemplado – você recebe uma carta de crédito que dá pra usar na aquisição daquilo que deseja.

Uma vez pertencente àquele grupo, seus pagamentos financiarão a formação da poupança. Ao assumir um consórcio, é muito importante ler e compreender todas as cláusulas deste contrato. Você precisa ter em mente quanto tempo ele irá durar, assim como quais os encargos e taxas que poderão ser cobrados junto às parcelas, como fundos de reserva e seguro. Saiba exatamente quais são as políticas de encerramento do contrato antes do término, resgate e formas de contemplação.

O que é uma carta de crédito contemplada?

Imagine que você adquiriu uma cota em um consórcio no valor de R$ 15.000,00. Durante algum tempo você irá pagar as parcelas em dia, esperando que ao final do contrato, você receba sua carta de crédito corrigida, certo? Esse é o cenário natural de funcionamento de um consórcio.

No entanto, existem duas formas de acelerar o recebimento da carta de crédito. Em qualquer uma das duas, dizemos que sua carta de crédito foi contemplada. Ou seja, você poderá recebê-la antes de terminar o contrato.

  • Sorteio: a depender da situação da poupança conjunta que você e os outros membros do grupo financiam, todos os meses uma ou mais pessoas podem ser sorteadas e terem o direito de usar o valor do crédito contratado, antes de finalizar o pagamento das parcelas. Através do sorteio, todos os membros do grupo concorrem em igualdade e nunca se pode saber quando e se a contemplação vai acontecer.
  • Lance: todos os membros do grupo podem oferecer lances mensais. O lance é um valor adicional à parcela, que o membro oferta em períodos específicos do mês. Se o lance for validado e aceito, você faz o pagamento e recebe sua carta de crédito. Com isso, o funcionamento é o mesmo do sorteio. Você pode utilizar o crédito, pagando as parcelas enquanto isso. Um lance não é garantia de que seu crédito será liberado. Tudo depende da quantidade e dos valores dados como lance por outros membros. O lance só é fica como recebido depois da contemplação.

Quais as vantagens e desvantagens de adquirir um consórcio?

Conforme comentamos acima, você contrata um consórcio e pode, talvez, vir a utilizá-lo apenas quando o contrato encerrar, e isso pode ser visto como uma desvantagem, principalmente se o contrato de grupo permanecer ativo por muitos anos. No entanto, pelo mesmo motivo é que bens e serviços contratados através de consórcios podem ser até 10% mais baratos do que através de um financiamento, por exemplo.

A desvalorização é outro ponto que precisamos levar em consideração. A carta de crédito que você recebe ao final do contrato é sempre corrigida de acordo com a inflação. Portanto, se o bem ou o serviço sofre alta acima da inflação no período entre a contratação e o término, o valor da carta pode não ser o suficiente para adquiri-lo

O fato do carro ou do apartamento que você deseja não estar a sua disposição de imediato, pode ou não ser um ponto negativo. Mas isso vai sempre depender da sua necessidade. Independente disso, contratar um consórcio para a compra de um imóvel, por exemplo, enquanto você mora de aluguel pode não ser tão lucrativo, se você não considerar o custo da moradia no seu planejamento.

Além do consórcio, listamos algumas outras operações que podem parecer lucrativas, mas que dependem de um planejamento saudável e de controle da sua vida financeira.

Consórcio vale a pena?

Lembre sempre que um bom planejamento e pesquisa, deve fazer parte de qualquer forma de contratação de crédito ou investimento. Apenas assim é possível colocar todas as opções na balança. Se você não tem a pressa ou a necessidade de ter um carro de imediato e existem consórcios oferecendo boas condições de valor e parcela, a contratação pode valer a pena para você, mas novamente, planeje e pesquise sobre outras opções que podem lhe trazer um lucro maior no mesmo período..

Outras opções ao consórcio?

Ainda que consórcios ganham força no Brasil, a aquisição de bens e serviços através de financiamento por empréstimo continua sendo mais elevada do que por cartas de crédito, já que muitas pessoas precisam ter a segurança do crédito na hora.
Sobre o empréstimo pessoal, nós fizemos um conteúdo educativo que te ajuda a compreender como funciona.

Quer saber mais sobre esse e outros assuntos que vão ajudar na sua vida financeira? Então não deixe de continuar acompanhando nossas publicações. Além disso, siga as redes sociais da Provu e fique por dentro de mais dicas!

Escrito por: Provu

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo
s

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.