Crédito: consegui como pessoa física, mas não como jurídica

Atenção! A Provu não solicita depósito antecipado ou PIX para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Crédito: consegui como pessoa física, mas não como jurídica

Por Provu

3 Minutos

Publicado em 27 ago, 2016

Atualizado em 27 ago, 2016

3 min de leitura

Link Copiado!

O cenário brasileiro evoluiu nas últimas semanas e o otimismo volta ao mercado. Precisando de crédito para empreender como pessoa jurídica? Ou já tem o CNPJ aberto, contudo, ainda não conseguiu empréstimo e gostaria de entender mais o porquê disso? A Provu preparou um post mostrando os principais motivos que fazem as financeiras pensarem duas vezes antes de emprestarem capital para novos negócios:

Inadimplência mancha CNPJ e CPF

Pelos últimos acontecimentos políticos, as financeiras e bancos estão em alerta ao ofertar crédito aos seus clientes. Os níveis de inadimplência dos brasileiros já atingem números históricos e colocam em cheque novos solicitantes de crédito. As instituições pensam duas vezes antes de fazer a mesma oferta de crédito, pois não é apenas de spread que elas sobrevivem, mas também com os bons pagadores. A dica é sempre ficar atento ao montante solicitado. Ele corresponde aos seus rendimentos mensais? Está dentro do seu orçamento nos próximos meses ou é algo que fará com que você se endivide ainda mais?

Mercado restritivo

Pela crescente inadimplência, as financeiras estão analisando mais ainda o mercado ao fornecer empréstimos. Por isso, a oferta tem ficado cada vez mais escassa, ou até mesmo, cada vez mais alta. Como dissemos nesse último post sobre o aumento consecutivo da taxa de juro do cheque especial (leia mais aqui).

Super endividamento

Quando solicitamos crédito, seja pela pessoa física ou jurídica, os critérios de avaliação são parecidos. Ainda mais quando falamos sobre CPF ou CNPJ negativado. No caso do CPF, quando não honramos os compromissos financeiros que assumimos, isso faz com que o CPF seja mandado para a Serasa ou SPC. Já com o CNPJ, isso acontece quando são desrespeitados os contratos firmados ou há pendência de impostos, empréstimos e irregularidade no pagamento de fornecedores. Por isso tenha a cautela de planejar todos os passos de sua empresa, antes de considerar qualquer movimento econômico. Leia aqui as nossas dicas de sucesso para um planejamento financeiro de sucesso.

Crédito como pessoa física pode valer mais a pena

Desejando os primeiros passos com o seu próprio negócio, mas não conseguiu crédito com o CNPJ? O empréstimo pessoal é um dos principais aliados para quem deseja construir a própria empresa. Na dúvida sobre qual linha de crédito escolher? Pessoal, consignado ou com garantia? Temos um post ideal para você! Nele, indicamos as principais linhas de crédito e qual mais combina com o seu propósito. Clique aqui e leia na íntegra!

Escrito por: Provu

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo
s

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.