6 dicas que te ajudam com a organização das contas

Atenção! A Provu não solicita depósito antecipado ou PIX para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

6 dicas que te ajudam com a organização das contas

Por Provu

1 Minuto

Publicado em 04 dez, 2015

Atualizado em 15 jun, 2022

1 min de leitura

Link Copiado!

Fazer uma boa organização das contas é fundamental para alcançar uma vida financeira organizada e controlada.

Ter dívidas ou contas fixas mensais não são necessariamente ruins, porém, não sair do vermelho é um grande problema. A Provu te dá dicas de como priorizar os gastos, melhorando a sua organização e saúde financeira para ajudá-lo a ficar no azul:

1. Sem planejamento não há vitória

A palavra que define a rotina de alguém que possui uma boa organização das contas é planejamento.  Se você ainda não se planejou hoje, saiba que já está atrasado e, pior ainda, perdendo dinheiro em gastos aleatórios e supérfluos. Por isso, a principal dica é: planeje-se, planeje-se e planeje-se. Uma planilha de controle de gastos é um ótimo começo. Com dedicação, você perceberá que, após alguns meses, vai ter mais dinheiro em sua conta do que quando não era organizado.

2. Sua casa em primeiro lugar

Quando colocar todas as contas fixas no papel, sua prioridade deverá ser com os gastos que envolvam moradia, como IPTU, aluguel, condomínio, água, luz, gás. É imprescindivel colocá-los em dia, pois, uma vez que você perca o controle do pagamento dessas contas, o problema poderá ser muito pior do deixar de pagar o crédito rotativo do cartão, por exemplo.

3. Cartão de crédito pode ser um aliado, mas o crédito rotativo não

É muito importante não aumentar ainda mais a sua dívida. Se a causa vem do seu cartão de crédito, pare de gastar o limite do seu cartão de crédito. Caso contrário, a situação ficará fora do controle, fazendo com que a dívida vire uma bola de neve.

4. Não acredite no cheque especial 

Devido aos juros altos, é recomendado o uso do cheque especial em situações emergenciais, e também quando está consciente de que conseguirá pagar o valor do cheque especial no curto prazo. Caso contrário, poderá facilmente perder o controle e não conseguir pagar a dívida com altos juros.

5. O 13° salário pode ser o seu anjo da guarda

Aproveitando o final de ano, os trabalhadores que são da categoria CLT contam com o 13° para dar um fomento na renda do último trimestre. Como o valor da gratificação não é baixo, muitas vezes acabamos utilizando esse dinheiro de forma "errada", com as compras do final do ano, viagens, etc. Logo, se possui alguma dívida em aberto, use a quantia com parcimônia e, de preferência, para quitar a despesa que tenha os juros mais altos, como a do crédito rotativo ou cheque especial que, respectivamente, representam as maiores taxas cobradas pelo mercado.

6. Já pensou em transferir a dívida?

Transferência de dívida é uma troca de dívida, em que você substitui um gasto maior com outro menor. É vantajoso quando a dívida já existente possui juros elevados. Nessas situações, a transferência de dívida é útil, pois consegue diminuir significativamente os seus custos. Uma maneira de se conseguir pode ser por meio de um empréstimo, onde o valor tomado consiga amortizar ou liquidar a conta.

Gostou das dicas? Precisa de uma ajuda extra para realizar um sonho? Nós podemos te ajudar com isso!

Faça uma simulação, sem compromisso, em nosso site e comprove que nós oferecemos a melhor taxa de juros do mercado! Esqueça os bancos, conheça a Provu!

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO 

Escrito por: Provu

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo
s

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.