Dívidas: dicas para negociar as suas pendências financeiras!

Atenção! A Provu não solicita depósito antecipado ou PIX para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Dívidas: dicas para negociar as suas pendências financeiras!

Por Mirela Alves

3 min de leitura

Publicado em 12 abr, 2019

Atualizado em 29 jun, 2022

3 min de leitura

Link Copiado!

Sabe aquelas dívidas se acumulando que você não sabe como começar a eliminar? Pois é, separadas elas pareciam pequenas, mas juntas elas começam a assustar e às vezes levam inclusive à negativação do nome nos órgãos de proteção ao crédito, ou pelo menos a uma baita dor de cabeça.

Mas como a vida não pode parar e a gente sabe que o importante é correr atrás para resolver, vamos te ajudar com dicas de como renegociar estas pendências financeiras.

Que dívidas devo negociar primeiro?

Em média, um consumidor endividado tem 4 contas atrasadas. Se esse é seu caso, o primeiro passo é descobrir para quais contas você precisa priorizar o pagamento. E aí vem a dica mais importante: pague as dívidas mais caras primeiro.

As dívidas mais caras são aquelas que têm as maiores taxas de juros. Em geral são dívidas de cartão de crédito ou de cheque especial. Nesses casos, se você não tem como fazer a quitação total do valor, pode trocar a dívida por um empréstimo pessoal, por exemplo, que tem taxas muito mais baixas, ou por um empréstimo que utilize um bem como garantia, em caso de dívidas de valores mais altos.

Para decidir se esta é a melhor alternativa no seu caso, avalie o Custo Efetivo Total da dívida atual e do empréstimo que consegue online ou em mesmo em seu banco. Compare os dois e compare o número de parcelas e avalie sua capacidade real de honrar o pagamento daquele empréstimo.

Consulte SPC e Serasa para saber todas as dívidas pendentes

Se você ficou inadimplente a ponto de ficar com nome sujo ou tem dúvidas sobre a condição do seu CPF, você pode consultar a situação do CPF pelos sites do Serasa e SPC.

É importante sempre acompanhar a situação do CPF, pois quando você fica com o nome negativado nos birôs de crédito, acaba tendo menos ofertas de crédito no mercado.

Se você verificar que seu nome está negativado nestes birôs de crédito, entre diretamente em contato com as empresas para as quais está devendo, para que assim possa fazer a negociação das dívidas. As empresas credoras sempre acharão positivo quando um devedor toma iniciativa de negociar a dívida. Isso significa que ele possui interesse em pagar. Durante a negociação, o mais importante é que o valor da parcela caiba no seu bolso. Assim, é necessário iniciar a conversa mostrando a sua capacidade de pagamento, e que é necessário que cada parcela não ultrapasse o seu orçamento para que você não volte a ficar inadimplente.

Utilize o dinheiro extra para quitar as dívidas

Se você possui uma dívida cara e tem a oportunidade de pagá-la usando seus próprios recursos, faça isso o quanto antes. O décimo terceiro salário, a restituição do imposto de renda e outras rendas extras que você tenha ao longo do ano podem ser de grande valia para você quitar estas dívidas e gastar muito menos para isso.

Caso não possua uma renda extra que possa lhe ajudar com isso, aí sim é hora de buscar as linhas de crédito mais baratas, como o empréstimo pessoal, o empréstimo com garantia de bens e o consignado.

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Escrito por: Mirela Alves

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo
s

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.