Empréstimo para pagar 13º salário

Atenção! A Provu não solicita pagamento antecipado para a liberação do Provu Empréstimo Pessoal.

Empréstimo para pagar 13º salário

Publicado em 22 nov, 2020

Atualizado em 25 jul, 2022

1 min de leitura

Link Copiado!

Um empréstimo para pagar 13º pode ser uma boa opção para evitar punições à sua empresa

Todo trabalhador contratado com carteira assinada tem direito a receber o 13º salário. Por isso, é importante o que o empresário se programe para realizar esse pagamento obrigatório aos seus funcionários que trabalharam no mínimo 15 dias em um ano.

Caso algum imprevisto ocorra, fazer um empréstimo para empresa e quitar o 13º salário pode ser uma boa medida. Isso porque não fazer o pagamento aos funcionários pode sair muito caro. Além de multa aplicada pelo Ministério do Trabalho, a empresa pode responder a processo na Justiça Trabalhista e arcar com custos advocatícios e juros.

E atenção, a empresa não pode alegar dificuldades financeiras para o não pagamento, mesmo que esteja em recuperação financeira. Também não é permitido pagar fora do prazo. A primeira metade deve ser efetuada entre 1º de fevereiro e 30 de novembro. E o restante até 20 de dezembro.

Dúvidas sobre o 13º salário

  • Quanto devo pagar?

Se o trabalhador está o ano todo na empresa, será uma remuneração completa. Se não, o período proporcional.

  • Descontos

Na primeira parcela não. Na segunda, são descontadas as contribuições previdenciárias ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e Imposto de Renda, se houver.

  • Demissão

Empregados demitidos sem justa causa ou que pediram demissão devem receber o valor proporcional na rescisão de contrato.

  • Demissão por justa causa

Neste caso, o trabalhador não tem direito a receber o benefício.

  • Licença-médica

Há recebimento, mas depende da do período. Se for menor que 15 dias, os custos são da empresa. Caso seja maior, a empresa paga o proporcional entre o início do ano e a primeira quinzena do afastamento. Os valores restantes serão pagos pelo INSS.

  • Licença-maternidade ou licença-paternidade

O pagamento é integral. O período de licença não deve interferir no cálculo do 13º salário.

  • Empregados domésticos

Têm direito como qualquer trabalhador registrado.

  • Adiantamento

É possível receber a primeira metade nas férias, mas o funcionário deve avisar a empresa em janeiro. Se avisar depois, não há a obrigação do pagamento.

  • Trabalhador temporário

Desde que com registro em carteira, têm direito a receber o proporcional.

Empréstimo para pagar 13º salário

Se o prazo está apertado, o ideal é recorrer a um empréstimo para empresa e evitar punições. O empresário pode, inclusive, fazer um crédito pessoal e utilizar o valor do empréstimo para pagar 13º salário.

Na Provu a pré-análise é feita em três minutos e o depósito em quatro dias úteis. Com o dinheiro na conta, você pode utilizar como quiser.

Venha conhecer mais da Provu em nossas redes sociais!

Escrito por: Provu

A Provu surgiu sob o nome de Lendico, mas em 2021 mudou de marca por uma decisão estratégica de reposicionamento e maior alcance dos produtos financeiros. Com essa transformação, trazemos um novo conceito, com a premissa de oferecer mais soluções para os brasileiros mantendo a eficiência, reputação e história da Lendico.

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Empréstimo
Cálculo de empréstimo consignado: entenda como funciona

Se você já precisou de um dinheirinho a mais para realizar algo, possivelmente já pensou em tomar um e...

03 mai, 2022
Ler artigo
Empréstimo
Quem pode fazer empréstimo?

O empréstimo é uma boa opção para aqueles que desejam trocar uma dívida cara por outra mais barata, ou...

10 mar, 2022
Ler artigo
Empréstimo
Vale a pena pedir um empréstimo para dívidas do começo do ano?

Todo novo ano traz consigo alguns impostos como IPTU, IPVA e outros débitos, como material escolar. Ma...

06 jan, 2022
Ler artigo

Associações

Prêmios

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.

 

Desde 2015 revolucionando o acesso ao crédito, a Provu é uma financeira com serviços totalmente digitais que vive o Brasil e o sonho dos brasileiros. A empresa tem vocação humana, enxerga as necessidades e entende os desejos de cada pessoa, com o propósito de amparar os brasileiros com soluções para que realizem planos, saiam da dívida cara e tenham poder de compra.