Empréstimo pessoal: são todos iguais?

Atenção! A Provu não solicita depósito antecipado ou PIX para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Empréstimo pessoal: são todos iguais?

Por Provu

1 Minuto

Publicado em 03 jul, 2016

Atualizado em 28 jun, 2022

1 min de leitura

Link Copiado!

Além da taxa de juro ideal, também existe o tipo de empréstimo pessoal que mais combina com você. Para isso, você deve fazer alguns perguntas para si, a fim de descobrir qual a melhor modalidade para o seu bolso.

Qual o empréstimo pessoal ideal?

A Provu selecionou as quatro opções mais solicitadas no mercado e indica qual a melhor para você:

Motivo do crédito?Empréstimo pessoal indicado
"Quero limpar o nome (CPF negativado)"Empréstimo para negativado
"Sou funcionário público ou privado, procurando a melhor taxa"Empréstimo consignado e/ou empréstimo pessoal
"Tenho um bem como garantia e quero a melhor taxa"Empréstimo com garantia e/ou empréstimo pessoal
"Farei uma compra alta, mas sem usar o limite do meu cartão de crédito"Empréstimo com garantia, empréstimo pessoal e/ou empréstimo consignado

Empréstimo consignado

Com certeza, uma das melhores taxas do mercado é a do consignado. A linha é focada em aposentados e pensionistas do INSS, mas também em funcionários públicos ou de empresas privadas conveniadas aos bancos. As parcelas são debitadas mensalmente da folha de pagamento (holerite) e têm as taxas controladas pelo Banco Central.

Empréstimo com garantia

Possui imóvel ou carro quitado? Também com uma das taxas mais baixas do mercado, essa modalidade tem liberação entre 15 e 60 dias, dependendo da financeira e valor escolhido. Entretanto, você deve ficar atento e não deixar de quitar as parcelas. Se esquecer, pode sofrer o risco de perder o bem que colocou como garantia, por exemplo, o imóvel ou carro.

Empréstimo pessoal

Uma emergência ou necessidade imediata? O empréstimo serve para quase todos os cidadãos e pode ser pago em boleto bancário ou até mesmo débito em conta, dependendo da financeira. Clientes costumam tomar esse crédito para transferência de dívida, por exemplo, onde o valor tomado é usado para amortizar o compromisso financeiro e ficar com parcelas e juros menores. Leia aqui como conseguir uma taxa de juros melhor!

Empréstimo para negativado

Com o CPF negativado e outros compromissos financeiros? A dica é que você evite tomar um empréstimo nesse caso porque o Custo Efetivo Total (CET) é um dos maiores, passando a taxa de juros cobrada no cartão de crédito, que hoje é a maior do mercado, com mais 445% ao ano. O ideal é que você tente renegociar as suas dívidas com as próprias instituições. Saiba mais sobre a taxa cobrada nessa modalidade clicando aqui.

Escrito por: Provu

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Empréstimo
Cálculo de empréstimo consignado: entenda como funciona

Se você já precisou de um dinheirinho a mais para realizar algo, possivelmente já pensou em tomar um e...

03 mai, 2022
Ler artigo
Empréstimo
Quem pode fazer empréstimo?

O empréstimo é uma boa opção para aqueles que desejam trocar uma dívida cara por outra mais barata, ou...

10 mar, 2022
Ler artigo
Empréstimo
Vale a pena pedir um empréstimo para dívidas do começo do ano?

Todo novo ano traz consigo alguns impostos como IPTU, IPVA e outros débitos, como material escolar. Ma...

06 jan, 2022
Ler artigo
s

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.