As melhores formas de usar o décimo terceiro salário

Atenção! A Provu não solicita depósito antecipado ou PIX para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

As melhores formas de usar o décimo terceiro salário

Por Provu

6 Minutos

Publicado em 08 nov, 2017

Atualizado em 08 nov, 2017

6 min de leitura

Link Copiado!

Vamos lá, quando você pensa no seu décimo terceiro salário, qual a primeira vontade que você tem? Se é gastar compulsivamente, como se não houvesse amanhã, muita calma, porque este texto é para você mesmo.

O 13º salário costuma ser muito esperado pelos trabalhadores, especialmente porque dezembro e janeiro são meses em que as pessoas têm mais dívidas a pagar e este dinheiro ajuda a equilibrar o orçamento. Hoje a gente traz dicas para quem quer usar bem o décimo terceiro e fazê-lo render mais.

Como funciona o décimo terceiro salário

O décimo terceiro é um salário adicional pago aos trabalhadores com carteira assinada. Ele corresponde à soma de 1/12 dos salários que foram recebidos pelo funcionário durante o ano. Isso quer dizer que para receber um salário integral, o trabalhador deverá ter feito parte do quadro da instituição durante os 12 meses daquele ano.

Quando um funcionário entra depois do dia 01 de janeiro na empresa, o pagamento do seu décimo terceiro salário é proporcional ao número de meses que tem na companhia.

O pagamento do décimo terceiro salário costuma ser realizado em duas parcelas, mas podem ocorrer algumas variações de acordo com o sindicato da categoria. A primeira parcela do 13º é paga até o dia 30 de novembro, ou mesmo ser paga antecipadamente quando o colaborador for tirar férias, dependendo do acordado. Já a segunda parcela do décimo terceira deve ser paga até o dia 20 de dezembro.

No pagamento da primeira parcela, o trabalhador recebe o valor referente a metade de seu salário bruto do mês anterior ao recebimento. Já na segunda parcela, há a dedução do valor da primeira e os descontos de INSS e Imposto de Renda, que variam conforme a faixa salarial.

Como usar de forma inteligente

Existem várias maneiras de se utilizar qualquer dinheiro extra, seja o décimo terceiro, ou outra fonte de renda. O fato é que, quando usamos o dinheiro de forma inteligente, ele pode render mais e pode facilitar nossa vida financeira.

Por isso, listamos algumas das principais formas de se usar o seu décimo terceiro de maneira eficiente.

Pagar dívidas com o décimo terceiro

Se sua conta está no vermelho ou você tem juros do rotativo do cartão para pagar, não há dúvidas que a melhor alternativa é pagar dívidas com o décimo terceiro salário. Isso ajudará a eliminar os altos juros da sua vida financeira.

Antes de pensar em outras possibilidades, o ideal é acabar com as pendências financeiras que você tem.

Invista em você!

Sim, em você! Por que não fazer aquele curso de especialização que tanto deseja? Esse é um dos melhores investimentos e é para a vida toda! Fazendo um curso de sua preferência, se manterá atualizado no mercado de trabalho. Além disso, há a possibilidade de receber uma promoção dependendo do curso escolhido e até mesmo trocar de emprego!

Contas de início de ano

Se o seu ano vai muito bem quando o assunto é sua saúde financeira e você não tem dívidas para quitar, com certeza é uma boa ideia reservar o décimo terceiro para as contas de início de ano. Se você tem filhos, veículos e imóveis, existem várias coisas a quitar em janeiro e fevereiro e este dinheiro extra pode ajudar.

Lembre-se que se preparando agora, não começará o ano apertado em dívidas e não correrá o risco de sujar seu nome por falta de pagamento de alguma dívida ou imposto.

Crie uma reserva para emergências

Se este dinheiro está realmente sobrando porque você já tem planejado para quitar as dívidas deste ano e do início do ano que vem, é uma boa ideia usar o valor como um fundo emergencial.

Isso ajuda que você não precise movimentar reservas destinadas a metas de longo prazo caso alguma coisa aconteça.

Poupando para um futuro melhor!

Todos os seus débitos estão quitados? Então guarde a parcela do décimo terceiro. Ainda não tem uma poupança? Então é uma ótima hora para começar, não acha? O bônus pode ajudá-lo como um passo inicial para o plano.

Comprar presentes de Natal

Bom, é normal que em algumas famílias e até entre amigos exista uma troca de presentes no final de ano, mas vale lembrar que seu décimo terceiro não pode ser totalmente destinado a isso.

Mas se estiver inadimplente, é melhor explicar a situação para seus familiares do que se enrolar só para agradar as pessoas. Lembre-se, o primeiro passo ao receber o dinheiro deverá ser para quitar as dívidas com juros mais altos. Só depois disso é possível olhar para outras possibilidades de como usar o dinheiro.

Liquidando débitos anteriores!

Planejamento feito? Todas as dívidas em aberto foram analisadas? Qual tem a maior taxa de juros? Com essas perguntas, você consegue priorizar os principais gastos e liquidar ou pagar parte daquele que possui a maior taxa, fazendo a antecipação das parcelas.

Já pensou em investir?

Exatamente, por que usar o 13º quando você pode investi-lo também? Essa não é uma prática comum para a maioria dos brasileiros, pois a quantia é usada em compras no final do ano ou até mesmo nas despesas do início do próximo ano; IPVA, IPTU, matrícula dos filhos e Imposto de Renda. Investir a quantia em Letras de Crédito Imobiliário (LCI) é uma boa opção, já que o investimento é isento na declaração do Imposto de Renda, por exemplo.

Viajar

Agora que você já acertou tudo na sua vida financeira e este dinheiro realmente não fará falta para situações de emergência ou no pagamento de dívidas, você também pode aproveitar a grana extra para realizar aquele sonho de conhecer um destino nacional ou internacional. Investir na realização dos seus sonhos também traz um retorno compensador.

Quem tem direito ao décimo terceiro?

Recebem o benefício trabalhadores com carteira assinada, sejam eles doméstico, rural ou urbano. Além disso, também recebem o salário extra os beneficiários do INSS, ou seja, aposentados e pensionistas.

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Escrito por: Provu

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo
s

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.