IPVA atrasado 2022: como consultar e pagar?

Atenção! A Provu não solicita pagamento antecipado para a liberação do Provu Empréstimo Pessoal.

IPVA atrasado 2022: como consultar e pagar?

Publicado em 07 abr, 2021

Atualizado em 25 jul, 2022

1 min de leitura

Link Copiado!

O Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) requer pagamento anual obrigatório para todos os donos de veículos com menos de 20 anos.

É comum que, em meio aos compromissos financeiros do início do ano, o dono de veículo acabe por esquecer, ou perder o prazo de pagamento do IPVA. Porém, o atraso traz consequências e juros que podem ser evitados, afinal, começar o ano com as dívidas em dia é sempre uma boa pedida.

Assim, para quem ainda tem alguma dúvida sobre como regularizar o débito atrasado (seja de meses ou anos), vamos mostrar aqui algumas dicas que podem ajudar, e de quebra deixar o seu ano mais leve.

Como pagar o IPVA atrasado?

Ops, deixou o IPVA atrasar? Relaxa que a solução é simples: basta pagar um novo boleto. Para a emissão dele, siga o seguinte passo a passo:

  • Acesse o site do Detran da Secretaria da Fazenda do estado em que reside;
  • Coloque a placa do veículo e o RENAVAM;
  • Solicite a emissão de uma guia de pagamento, chamada de Guia para Regularização de Débitos (GRD);
  • Pronto! Esse documento já estará com os valores atualizados dos juros e encargos devido ao atraso (caso opte pelo parcelamento, as taxas irão aumentar).

Dá para quitar esse atraso em prestações ou em um único boleto bancário pelo site do Detran, ou ir à Secretaria da Fazenda do seu estado para negociar a dívida. Já o pagamento pode ser realizado em um banco, posto de atendimento da Secretaria da Fazenda ou em uma agência lotérica credenciada.

Como saber se o IPVA está atrasado?

Tanto o IPVA dos anos anteriores como o desse ano pode ser consultado por meio do site da Secretaria da Fazendo de seu estado. Além disso, é bem comum que quem tem débitos antigos receba em casa uma carta que informe a necessidade de pagar os boletos atrasados.

Para quem acredita ter atraso, mas não consegue entrar no site da Secretaria da Fazendo e nem recebeu qualquer carta do veículo, recomendamos que entre em contato com o suporte do site do Governo para saber se há a necessidade de ativar o login pessoalmente em uma unidade da Receita Federal.

Como consultar o IPVA atrasado?

Consultar o IPVA atrasado é um processo bem fácil. Basta o usuário fornecer os dados do RENAVAM e da placa do veículo no próprio site da Secretaria da Fazenda, e em seguida imprimir o boleto para pagamento.

Como parcelar o IPVA?

Para quem não possui dinheiro para o pagamento à vista, existe a opção de pagamento parcelado do IPVA atrasado. Com isso, normalmente os programas organizados pelo Estado para o pagamento de dívida ativa oferecem boas condições aos contribuintes com pendências.

Os descontos costumam ser aplicados tanto para pagamentos à vista quanto para aqueles que optam pelo parcelamento da dívida ativa.

Um ponto importante é que, antes de escolher a forma em que irá realizar o pagamento, é preciso que você faça uma avalição detalhada da sua vida financeira.

Por aqui, vale uma regrinha ótima para manter as finanças saudáveis: sempre que possível, pagar à vista é a melhor opção, já que os descontos costumam ser maiores e o contribuinte pode se livrar da pendência em seu CPF de uma só vez.

No entanto, se esta não for uma opção para o seu orçamento atual, parcelar ainda é uma opção e tanto, já que as condições para pagamento dessa forma também seguem a linha facilitada.

Veja também - Como ter desconto no IPVA?

A grande questão que envolve esses programas é a duração. Geralmente, essas ações acontecem por períodos curtos, entre um e dois meses, e nem todos os consumidores têm o valor disponível nesse prazo para aproveitar a oportunidade e quitar suas pendências com o governo.

Em casos assim, para realizar o pagamento e evitar o acúmulo de mais juros, uma alternativa interessante é buscar uma linha de crédito que conta com juros baixos mas que te ofereça o valor que você precisa de forma urgente.

Separamos abaixo o passo a passo para conseguir parcelar o seu IPVA em alguns estados:

Parcelar IPVA em São Paulo

A boa notícia para quem está com o IPVA atrasado e é residente de Sampa é que existem várias formas disponíveis para realizar o parcelamento por meio de empresas parceiras da Secretária da Fazenda. Confira as opções de empresas que disponibilizam essa facilidade:

EMPRESASITE / WHATSAPP
PINPAG
Site: https://site.pinpag.com.br/sfesp
​​VAMOS PARCELAR
Site: https://vamosparcelar.click/DetranSp
WhatsApp: https://vamosparcelar.click/atendimento-vip
TAKI
Site: https://www.takipay.com.br
PARCELENAHORA
Site: https://www.parcelenahora.com.br/paginas/sefaz-sp.html
ZIGNET
Site: https://parcelamento.zignet.com.br/?id=SEFAZ+SP
WhatsApp: (11) 91348-9180
CDX 
Site: https://www.cdxexpress.com.br ​
RATEIO DIGITAL
Site: https://www.rateiodigital.com.br
ZAPAY​ Site: https://usezapay.com.br
WhatsApp: https://bityli.com/sefaz-sp (11) 4949 5983

As empresas credenciadas têm autonomia para definir as condições comerciais das transações (número possível de parcelas, juros aplicáveis e outras taxas a serem cobradas), mas repassam à Secretaria da Fazenda e Planejamento apenas o valor exato do débito, conforme consta na consulta de débitos (Fonte Portal Fazenda).

Parcelar IPVA no Rio de Janeiro

Ainda falando sobre parcelamento, o Rio de Janeiro também oferece aos moradores do estado a possibilidade de pagar mensalmente o imposto. Para isso, basta acessar o serviço de consulta e pagamento disponibilizado pela startup Zapay.

Parcelar IPVA em Minas Gerais

Quem deixou de pagar IPVA em Minas Gerais no prazo estabelecido pode solicitar o parcelamento dos débitos vencidos, estejam eles inscritos ou não em dívida ativa.

A simulação e/ou contratação do parcelamento está disponível pela internet, conforme os programas de parcelamento. Confira as opções: 

  • Para simulação e inclusão de parcelamento pela internet, clique aqui. É preciso ter em mãos o número do CPF ou CNPJ e o número do RENAVAM do veículo.
  • Já para emitir o DAE de parcelamento ou consultar o número de parcelamento já contratado, clique aqui;
  • Caso o contribuinte não consiga realizar a simulação e/ou contratação de parcelamento pela internet, ele deverá encaminhar a demanda pelo Fale com a AF - IPVA e TRLAV com o assunto IPVA > PARCELAMENTO INDISPONÍVEL NA INTERNET, e falar que quer parcelar o IPVA, explicando o problema ocorrido na tentativa online (Fonte: Secretária de Estado da Fazenda).

Parcelar IPVA na Bahia

Agora a conversa é com o baianos! Apesar de o estado oferecer até 20% de desconto para quem pagar adiantado o imposto, o número de inadimplentes não costuma ser baixo.

Por isso, quem deixou de pagar o IPVA pode solicitar um novo boleto junto à Procuradoria Geral do Estado da Bahia, através da Central de Atendimento e Cobrança da PGE-BA. Para entrar em contato basta mandar um e-mail para centraldecobranca@pge.ba.gov.br.

O parcelamento da dívida pode ser realizado em até sessenta parcelas iguais com uma parcela mínima de R$300,00 (trezentos reais). Fonte: Governo da Bahia.

Empréstimo para pagar o IPVA vale a pena?

Dependendo do caso, vale muito a pena sim. Pegar um empréstimo para conseguir acabar com as dívidas acumuladas que estão com juros maiores do que as do crédito em si é a melhor opção para não entrar em um emaranhado de contas.

O empréstimo pessoal é uma boa opção, sendo ofertado por bancos e fintechs, ou seja, companhias de tecnologia especializadas em finanças que buscam flexibilizar o processo de contratação e melhorar os serviços, como a Provu. Saiba mais no link abaixo:

A Provu é uma fintech que fornece crédito pessoal com taxas competitivas. Venha saber mais aqui!

IPVA atrasado dá multa?

A falta de pagamento é um risco para o contribuinte por diversos motivos, mas o sistema governamental ainda dá uma 2ª chance para quitar o imposto. Ao passar do prazo, o dono do veículo recebe por correspondência um comunicado com uma nova data para acertar a pendência.

O problema é se o contribuinte deixar de pagar de novo. Nesse caso, ele pode ser encaminhado para a lista de maus pagadores dos órgãos de proteção ao crédito, como por exemplo o Serasa, SPC ou SCPC, o que gera restrição na hora de conseguir qualquer tipo de crédito.

Além disso, ainda é possível o contribuinte acabar inscrito na dívida ativa. Isto é, ter o nome e o valor devido cadastrados no governo, que reúne informações das pessoas em débito. Nesse caso, é mais complicado o acesso a produtos financeiros, e fica quase impossível conseguir vender o carro. Afinal, é difícil encontrar alguém que queira assumir as dívidas do automóvel quando chegam nesse nível.

E após todo esse perrengue, o dono do bem ainda pode tomar multa. Por fim, ele também não consegue licenciar o carro com o IPVA atrasado.

Valor da multa

Não existe uma tabela de valores predefinida para as multas de IPVA atrasado. Em São Paulo, por exemplo, a multa corresponde a 0,3% do total do imposto, e quando chega a 60 dias de atraso, fica em 18% e a partir disso não sobe mais. É importante destacar que, conforme o tempo passa, a multa é acrescida de juros, de acordo com a Taxa Selic e com os dados do governo do Estado.

O que acontece se dirigir com IPVA atrasado?

Se você tiver uma CNH válida para condução, pode continuar dirigindo. O problema está em dirigir o veículo em que a dívida está pendente.

Se o carro for pego pela polícia, o prejuízo será ainda maior. Você terá que:

  • pagar o imposto;
  • os juros;
  • as multas para regularizar a situação;
  • e ainda cobrir os gastos dos dias em que o carro ficou parado no pátio do Detran.

Se mesmo assim não puder pagar a dívida, o carro acaba indo para um leilão do governo, que arrecada o montante de dívidas nas quais o veículo está imerso.

O veículo pode ser apreendido pela polícia?

Sim. Porém, isso só pode acontecer caso você não tenha feito o Licenciamento Anual. Desse modo, o veículo não pode mais circular.

No entanto, pela lei, quem está no volante não é preso. Isso porque a pessoa pode negociar a dívida em caso de atraso de um imposto como esse.

Por fim, o atraso no IPVA pode sim levar a uma apreensão do veículo, já que com esse imposto atrasado não dá para fazer o licenciamento. Contudo, esses eventos ocorrem em momentos distintos, e por isso não estão conectados.

E aí, curtiu o conteúdo? Então não deixe de compartilhar com seus amigos. E se ainda restou alguma dúvida, comente aqui embaixo e veja mais dicas no Blog da Provu.

Escrito por: Provu

A Provu surgiu sob o nome de Lendico, mas em 2021 mudou de marca por uma decisão estratégica de reposicionamento e maior alcance dos produtos financeiros. Com essa transformação, trazemos um novo conceito, com a premissa de oferecer mais soluções para os brasileiros mantendo a eficiência, reputação e história da Lendico.

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo

Associações

Prêmios

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.

 

Desde 2015 revolucionando o acesso ao crédito, a Provu é uma financeira com serviços totalmente digitais que vive o Brasil e o sonho dos brasileiros. A empresa tem vocação humana, enxerga as necessidades e entende os desejos de cada pessoa, com o propósito de amparar os brasileiros com soluções para que realizem planos, saiam da dívida cara e tenham poder de compra.

Esta empresa é membro da ABCD e, como tal, atende às Orientações de Conduta constantes em seu Código de Ética e Autorregulação