Por que meu limite de compra no boleto parcelado é baixo?

Atenção! A Provu não solicita depósito antecipado ou PIX para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Por que meu limite de compra no boleto parcelado é baixo?

Por Maria Beatriz Oliveira

5 Minutos

Publicado em 15 fev, 2022

Atualizado em 15 fev, 2022

5 min de leitura

Link Copiado!

O limite de compra no boleto parcelado depende de diferentes fatores relacionados à sua saúde financeira, como pontuação no score, financiamentos ativos e documentação em dia.

O boleto parcelado da Provu, ou Provu Parcelado, trouxe uma grande facilidade para muitos brasileiros.

Com ele, é possível parcelar compras no boleto bancário em até 24 vezes nas lojas de nossos parceiros, sem precisar de cartão de crédito e nem de conta em banco.

No entanto, como acontece em todo produto financeiro, o cliente precisa passar por uma análise de crédito para saber se será aprovado e conferir quais serão seus limites.

Neste conteúdo, você vai entender por que seu limite de compra no boleto parcelado é baixo e o que fazer para mudar essa situação. Acompanhe!

5 motivos para um baixo limite de compra no boleto parcelado

O Provu Parcelado é um produto financeiro como qualquer outro e, portanto, todos os clientes precisam passar por uma análise de crédito.

É essa análise que irá definir se a pessoa consegue ou não arcar com as parcelas do boleto parcelado, e também quais serão os juros e o limite para a compra.

A seguir, você irá conferir os principais fatores analisados pela análise de crédito, e como solucionar cada um deles para ter o valor que deseja disponível para compra:

1. Score e restrições no CPF

Como está o seu score nos órgãos de proteção ao crédito, como Serasa e Boa Vista?

Manter um bom score e um CPF sem restrições é um fator fundamental para conseguir a aprovação e um bom limite de compra durante a análise de crédito do boleto parcelado.

Isso porque um CPF sem restrições indica que a pessoa arca com as dívidas e, consequentemente, a chance de inadimplência é menor.

Assim, atente-se a este primeiro ponto para manter sua saúde financeira em dia e aumentar as chances de obter um bom limite na análise de crédito. 

Precisa aumentar seu score? Confira algumas dicas em nosso blog post sobre o assunto, é só clicar aqui.

2. Renda comprometida

Quanto da sua renda está comprometida com outros financiamentos hoje?

A renda comprometida é mais um fator avaliado durante a análise de crédito do boleto parcelado. 

Afinal, se a pessoa está com mais de 30% ou 40% do salário comprometido, a chance dela não conseguir arcar com as parcelas do boleto parcelado aumenta bastante.

Nesse sentido, é essencial estar com a renda livre de outros produtos financeiros, como parcelas do cartão de crédito, para poder fazer suas compras parceladas sem se endividar.

Caso você tenha a renda comprometida e deseje aumentar seu limite de compra no boleto parcelado, considere quitar os financiamentos ativos e, após algum tempo, passar novamente pela análise de crédito.

3. Parcelas atrasadas

Você possui alguma parcela atrasada no seu nome?

Este é outro fator importante e decisivo para o seu limite de compra no boleto parcelado. Por isso, é preciso manter seus financiamentos em dia, sem atrasos ou acúmulo de parcelas.

Ao quitar seus financiamentos na data correta, você aumenta seu score e suas chances de conseguir mais crédito para comprar no boleto parcelado.

4. Documentos com pendências

Antes de enviar seus documentos para a análise de crédito, você conferiu se todos eles estão dentro da data de validade?

Outro fator que afeta não apenas o limite de crédito, mas a aprovação em si, é a documentação. 

Dessa forma, é necessário verificar todos os seus documentos para ver se estão dentro da data de validade. Além disso, atente-se na hora de enviá-los para nosso site. 

Eles devem ser escaneados ou você pode tirar fotos com seu celular, mas é importante que todos os dados estejam legíveis. Assim, escolha um local iluminado e certifique-se de tirar uma foto boa.

Tomando esses cuidados, você diminui os erros devido à documentação e passa com mais tranquilidade pela análise de crédito.

5. Renda incompatível com o valor da compra

Por fim, outro ponto indispensável para se considerar antes de conseguir seu limite para compras no boleto parcelado é se o valor desejado é compatível com a sua renda atual.

Embora não exista uma estimativa ideal, recomendamos que as parcelas da compra equivalham a até 30% do seu salário

Desse modo, você consegue manter sua saúde financeira e obter a aprovação de forma mais fácil.

Ou seja, se você não conseguiu o limite que desejava, considere se seria mesmo possível arcar com o financiamento. Se acredita que sim, pode tentar passar novamente pela análise de crédito após alguns dias.

Ao longo deste artigo, você conferiu os principais motivos pelos quais seu limite de compra no boleto é baixo. 

Atentando-se a todos esses pontos, você garante um maior controle financeiro e aumenta as chances de obter o limite que deseja. 

Ainda ficou com alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários, vamos adorar te ajudar! 😉

Escrito por: Maria Beatriz Oliveira

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Provu Parcelado
Como vender parcelado e receber à vista

Vender parcelado e receber à vista traz inúmeras vantagens para o seu negócio, como o aumento das vend...

09 mai, 2022
Ler artigo
Provu Parcelado
Vantagens do Buy Now Pay Later para lojistas e consumidores

O Buy Now Pay Later é um meio de pagamento que está revolucionando o varejo mundial e possui ótimas va...

19 abr, 2022
Ler artigo
Provu Parcelado
Descubra como comprar parcelado e pagar sem cartão de crédito

Pagar sem cartão de crédito já é uma realidade e diversas pessoas estão aproveitando os novos meios de...

29 mar, 2022
Ler artigo
s

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.