Inflação: o que é e por que ela afeta tanto a sua vida

Atenção! A Provu não solicita pagamento antecipado para a liberação do Provu Empréstimo Pessoal.

Inflação: o que é e por que ela afeta tanto a sua vida

Publicado em 27 jan, 2022

Atualizado em 25 jul, 2022

1 min de leitura

Link Copiado!

Se você já se perguntou “o que é inflação?”, é o aumento generalizado de preços. Isso de forma reduzida, tá? Vamos entrar em mais detalhes ao decorrer deste post.

Por exemplo: se você vai à feira em uma determinada semana e o preço do tomate está muito mais alto, não quer dizer que seja, necessariamente, culpa da inflação. Alguns fatores como chuva demais, praga na lavoura ou até problema com o transporte. 

Entretanto se, além do tomate, o valor do arroz, gasolina, aluguel, entre outros, também está alto, aí sim podemos considerar a inflação.  

O que é Inflação? 

Mas afinal, o que significa inflação? A inflação é o aumento (ou percentual) dos preços de bens e serviços, com isso, ela diminui o poder de compra da moeda. Ela é medida por índices de preço (o Brasil tem vários, inclusive). O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é o utilizado para inflação. Com base nisso, a inflação diz se o dinheiro está valorizado ou desvalorizado. 

O que causa a inflação?

Mas como funciona a inflação e o que causa a alta neste índice? A inflação pode ter várias causas, dentre elas, podemos considerar: 

Aumento na demanda

Uma lei básica do capitalismo é a da oferta e demanda. Quando um produto tem uma maior procura do que oferta, o seu preço aumenta. Já quando acontece o contrário, o preço diminui. Por exemplo: quando a população possui maior poder de compra ou mais crédito, há um aumento súbito da procura que geralmente acaba prejudicando a oferta e eleva os preços, intensificando a inflação. 

Aumento nos custos de produção

Tudo funciona como uma engrenagem. Quando as empresas sofrem com um aumento rápido e inesperado no custo da produção das mercadorias, seja com aumento de salários, excesso de dívidas ou aumento de impostos, elas tendem a repassar o custo ao consumidor. Consequentemente, os preços elevam-se e a inflação sobe. 

Outro fator (e importante) é o aumento dos gastos com matérias-primas. Se o preço delas eleva-se por escassez, controle dos fornecedores, alta do dólar ou razões políticas, o custo dos produtos tende a aumentar. 

Emissão de dinheiro

No longo prazo, algumas ações do governo também podem fazer com que a inflação aumente. Quando os gastos são maiores do que os arrecadamentos, por exemplo, pode ser necessário “imprimir” mais dinheiro para pagar as contas. Tal emissão faz com que o volume de dinheiro seja maior que a oferta de produtos e serviços e, por isso, os preços sobem. 

Taxa de juros baixas

A taxa básica de juros da economia definida pelo Banco Central é a Taxa Selic. Quando ela é diminuída, os seus investimentos em renda fixa, poupança e outros títulos passam a render menos. Além disso, os empréstimos no geral ficam mais baratos. Essa é uma boa forma para estimular o consumo e a produção. Mas, no longo prazo, isso gera um aumento de demanda e pode acarretar o aumento da inflação. 

Como a inflação é calculada? 

Se você se pergunta “quanto ta a inflação hoje?”, saiba que essa é uma dúvida para muitas pessoas. Pesquisadores do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) levantam o preço de diversos produtos para chegar à taxa de cada mês. Mas como o processo é feito: 

01 - Amostra de domicílios: pesquisadores visitam famílias para saber o que e onde elas compram;

02 - Cestas de produtos e peso dos itens: são definidos o produto da cesta e o peso deles no cálculo da inflação. O peso do arroz, por exemplo, é maior que o do macarrão, já que ele é mais consumido. 

03 - Comércios: os pesquisadores definem a lista de comércios onde os preços serão checados.

04 - Questionário: uma lista é feita com os locais a serem visitados e produtos que devem ser checados. 

05  - Pesquisa na rua: seguindo o questionário e um cronograma semanal, os pesquisadores batem perna para visitar todos os estabelecimentos e coletar todos os preços.

06 - Entrega: os pesquisadores entregam os preços coletados aos técnicos, que vão processar todos os dados colhidos para começarem a calcular os índices.

07 - Erros: se houver diferença muito grande em relação ao mês anterior, o pesquisador pode ter de voltar para checar os valores. 

08 - Cálculo: a inflação deve ser calculada por meio da variação dos preços de um período para outro. 

Como a tudo isso afeta seu bolso?

No resumo, a inflação faz com que seu dinheiro perca valor, pois ele não acompanha as altas nos preços. De todas as consequências, podemos destacar que ela, quando alta, prejudica o crescimento econômico. Isso porque acaba gerando incertezas na economia e desestimulando o investimento. As pessoas e empresas perdem a noção dos preços relativos, o que acaba ficando difícil de avaliar o que está caro ou barato. 

A alta afeta, principalmente, as camadas menos favorecidas da sociedade, já que essas têm menos acesso a instrumentos financeiros para se defender disso. 

A inflação é sempre algo negativo? 

Nem sempre. Quando a inflação está controlada, é sinal de que a economia está crescendo de forma saudável. Sendo assim, é necessário ter inflação. No Brasil, temos uma meta anual de inflação para dar uma maior segurança para a economia e também garantir que continuemos em crescimento. 

Ter um índice de inflação controlado também é importante no longo prazo, já que transmite maior tranquilidade para investidores e empresários que desejam apostar e investir no país. A inflação torna-se ruim para o país quando não passa a ser descontrolada e atinge altos níveis. 

Agora que você já sabe algumas coisas sobre inflação, compartilhe o conteúdo para que mais pessoas entendam sobre o assunto. Continue navegando pelo Blog da Provu para entender mais sobre o mercado financeiro.

Escrito por: Provu

A Provu surgiu sob o nome de Lendico, mas em 2021 mudou de marca por uma decisão estratégica de reposicionamento e maior alcance dos produtos financeiros. Com essa transformação, trazemos um novo conceito, com a premissa de oferecer mais soluções para os brasileiros mantendo a eficiência, reputação e história da Lendico.

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo

Associações

Prêmios

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.

 

Desde 2015 revolucionando o acesso ao crédito, a Provu é uma financeira com serviços totalmente digitais que vive o Brasil e o sonho dos brasileiros. A empresa tem vocação humana, enxerga as necessidades e entende os desejos de cada pessoa, com o propósito de amparar os brasileiros com soluções para que realizem planos, saiam da dívida cara e tenham poder de compra.