Taxa Nominal e Efetiva

Atenção! A Provu não solicita depósito antecipado ou PIX para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Taxa Nominal e Efetiva

Por Provu

4 Minutos

Publicado em 17 fev, 2021

Atualizado em 17 fev, 2021

4 min de leitura

Link Copiado!

É um dos termos mais falados e conhecidos quando o assunto é nossa vida financeira, são as famosas taxas de juros. Todo mundo conhece, muitos ficam atentos ao que ela representa no valor final do financiamento, mas nem todos compreendem bem que o juro tem suas variáveis. Entre as mais conhecidas, estão as taxas nominal e efetiva.

O que é Taxa Nominal?

A taxa nominal é aquela em que o percentual atribuído a ela, não coincide com o tempo em que aquele empréstimo ou investimento irá render. A taxa nominal será sempre representada por ano. Ou seja, quando lhe dizem que um empréstimo terá 40% de juros ao ano, estamos falando de uma Taxa Nominal. Ela funciona como um indicador de quanto você vai pagar por aquele contrato.

Como calcular a Taxa Nominal?

Você acaba de contratar um financiamento no valor de R$ 5.000,00. Esse empréstimo será quitado no final de 12 meses com capitalização mensal e, ao concluí-lo, terá pago um total de R$ 6.000,00. A forma prática de calcular qual foi o juro nominal aplicado ao seu financiamento é a seguinte:

Diferença de quanto contratou para quanto irá pagar ao final: 6.000 – 5.000 = 1.000

Agora, divida a diferença encontrada pelo valor contratado:

Juro / valor contratado

1.000 / 5.000 = 0,2. Ou seja, 20%

Então, o juro nominal aplicado ao seu contrato de financiamento é de 20% ao ano.

O que é Taxa Efetiva?

A Taxa Efetiva é aquela que representa exatamente o período de capitalização daquele seu contrato de empréstimo ou de investimento. Como o próprio nome diz, a taxa efetiva aponta, efetivamente, o custo daquele financiamento, por exemplo.

Como calcular a Taxa Efetiva?

Vamos usar agora o exemplo de um investimento:

Você pretende fazer um investimento de R$ 1.000,00 em uma aplicação, com taxa nominal de 40%. Essa aplicação terá validade de 12 meses e terá uma capitalização trimestral. Dessa forma, vamos calcular a taxa efetiva desse investimento:

Investimento: R$1.000,00

Taxa Nominal: 40%

Tempo da aplicação: 12 meses

Capitalização: trimestral, o que significa que teremos 4 dentro dos 12 meses de aplicação.

Agora, dividimos a taxa nominal pelo número de capitalizações dentro dos 12 meses:

40% / 4 = 10%

Pode se dizer então que a taxa efetiva do seu investimento é de 10% ao trimestre.

Qual a diferença entre Taxa Nominal e Taxa Efetiva?

A taxa nominal é aquela que impõe os juros de acordo com o número de parcelas de um empréstimo, por exemplo. Se tivéssemos um empréstimo com taxa de 12% ao ano, em teoria teríamos um rendimento de 1%, ao mês, certo? No entanto, a capitalização desse empréstimo pode não acontecer mensalmente. Ela pode ser bimestral, trimestral e por aí vai. Quando falamos sobre o juro que realmente será aplicado durante o tempo de capitalização, estamos falando de taxa efetiva.

A Nominal é a que normalmente as instituições financeiras utilizam na apresentação de seus contratos. Ela considera um prazo diferente do período de capitalização e serve como forma de estabelecer uma visão geral do valor final do contrato.

Taxa Nominal X CET

Ao falarmos sobre taxa nominal, compreendemos que ela é a forma como a instituição pode lhe indicar o valor final do seu empréstimo ou de um investimento. No entanto, a taxa nominal não inclui os tributos de uma operação, como o IOF. Dessa forma, para termos ideia real de quanto a tributação irá influenciar no valor final, deve-se sempre levar em consideração o CET, ou Custo Efetivo Total.

Para explicarmos melhor para você sobre o que o CET significa e porque ele é tão preciso, preparamos um conteúdo falando apenas sobre ele.

Ainda tem dúvidas? Comente aqui que a nossa equipe vai poder te ajudar. Além disso, não deixe de seguir a nossa empresa nas redes sociais.

Escrito por: Provu

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo
s

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.