Poupança: brasileiros não guardam dinheiro, segundo pesquisa

Atenção! A Provu não solicita depósito antecipado ou PIX para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Poupança: brasileiros não guardam dinheiro, segundo pesquisa

Por Provu

3 Minutos

Publicado em 11 dez, 2017

Atualizado em 11 dez, 2017

3 min de leitura

Link Copiado!

Será que os brasileiros têm o hábito de fazer uma poupança? Como a população lida com a economia de dinheiro?

Um levantamento realizado pelo DataFolha apontou que a população brasileira tem baixa tendência de poupar dinheiro, além de ser imediatista. A pesquisa é inédita e mede o quanto de peso é dado ao presente, ou seja, ao imediatismo.

Não guardam dinheiro

Segundo o estudo do instituto, há uma resistência da população do país de abrir mão de compras no presentes em troca de poupar e aumentar seus recursos para o futuro. Além disso, o levantamento do DataFolha mostra que 65% dos brasileiros não poupam para o futuro, e isso acontece até mesmo entre os mais ricos.

Falta paciência para fazer uma poupança

O levantamento traz um índice que mostra que o brasileiro tem pouca paciência. Segundo os dados, nos EUA o índice de paciência chega a 0,77, enquanto por aqui temos  0,26. Quanto menor o valor, maior o imediatismo para o consumo.

Poupam no máximo 10% da renda

Segundo os dados do estudo, entre os brasileiros que conseguem poupar guardam, a maioria poupa no máximo 10% daquilo que ganha. Apenas 7% conseguem guardar mais de 30% de sua renda mensal.

Previdência

A previdência privada também se mostrou distante da realidade da maioria dos brasileiros. Segundo a pesquisa, apenas 14% dos empregados registrados ou funcionários públicos teriam esta modalidade de previdência. Já entre os que trabalham de forma informal, ou por conta própria, a fração vai para 8%.

Falta educação financeira

Uma prova sobre conhecimentos financeiros aplicada em 15 países em 2015 com estudantes de 15 anos, mostrou que os alunos brasileiros possuem o pior desempenho da avaliação. Mais da metade dos estudantes do país ficaram no nível 1, onde estão aqueles que dominam somente três operações aritméticas (soma, subtração e multiplicação). Segundo a OCDE, organização que coordenou o estudo, o conhecimento só é considerado básico a partir do nível 2, que inclui o domínio da divisão.

Entre os estudantes brasileiros, apenas 3 em cada 100 conseguiram atingir o nível 5, no qual são considerados capazes de tomar decisões relacionadas às próprias finanças. Na China, país que possui a melhor média, 33% dos alunos atingiram este nível.

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Escrito por: Provu

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Economia
Multa do Imposto de Renda: como funciona?

Perdeu o prazo de declaração do Imposto de Renda? Quer saber qual é a multa e como funciona o cálculo?...

28 abr, 2022
Ler artigo
Economia
Imposto de Renda negativo: o que é?

Imposto de renda negativo não tem relação com a restituição de imposto de renda, pelo contrário, o ter...

13 abr, 2021
Ler artigo
Economia
O que é IPO?

Oferta pública inicial, ou IPO, sigla para “Initial Public Ofering”, do inglês. Você pode nunca ter ou...

01 abr, 2021
Ler artigo
s

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.