Que bens podem ser penhorados?

Atenção! A Provu não solicita pagamento antecipado para a liberação do Provu Empréstimo Pessoal.

Que bens podem ser penhorados?

Publicado em 05 jun, 2017

Atualizado em 25 jul, 2022

1 min de leitura

Link Copiado!

É comum entre os endividados pensar em penhorar os bens para quitar os débitos em atraso. Além disso, há quem fique preocupado sem saber se seu bem pode ser penhorado caso fique com esta dívida em aberto. Mas afinal, que bens podem ser penhorados? Qual a lei existente sobre este assunto?

Vamos falar disso hoje!

Bens que podem ser penhorados

Se você tomou um empréstimo para comprar um imóvel ou um automóvel, o bem é a garantia do financiamento. Portanto, se o cumprimento do pagamento das prestações não ocorrer, o bem pode ser tomado para a quitação da dívida. Já quando se toma um crédito consignado, o salário é a garantia mensal do credor.

Em casos de dívidas com cartão de crédito ou cheque especial não há uma garantia específica firmada em contrato. É por isso que este tipo de empréstimo tem altas taxas de juros. Mas vale dizer que o credor pode entrar com uma demanda judicial nestes casos, para que possa reaver a quantia da dívida. No entanto, nem tudo pode ser penhorado neste caso.

Um imóvel, por exemplo, apenas pode sofrer execuções em caso de dívidas com o financiamento deste; dívidas de condomínio ou IPTU; quando dado como fiança de aluguel; ou quando é, espontaneamente, oferecido como garantia de um contrato de empréstimo.

Já outros bens, como computadores, televisores, camas, etc, ou mesmo automóveis, somente podem sofrer a execução da penhora quando forem de elevadíssimo valor. Isso vale para obras de arte e automóveis, e apenas quando o devedor tiver ao menos mais de um e este não for utilizado para o trabalho.

Bens que não podem ser penhorados

O tema é bastante extenso e se você realmente quer fazer um empréstimo com penhora, deverá buscar especialistas no assunto. No entanto, adiantamos que existem alguns bens que não podem ser penhorados. Entre eles, destacamos:

  • Salários e rendas de qualquer espécie, mas somente quando tiverem o objetivo de manutenção do devedor e de sua família.
  • Objetos da residência, exceto para itens caros, como já comentamos.
  • Único imóvel, desde que a penhora não se enquadre nos tipos de dívidas previamente mostradas.
  • Material de trabalho do devedor, como computador, livros e ferramentas.
  • Seguro de vida.
  • Roupas e outros objetos pessoais.
  • Poupança com um limite de até 40 salários mínimos.

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Escrito por: Provu

A Provu surgiu sob o nome de Lendico, mas em 2021 mudou de marca por uma decisão estratégica de reposicionamento e maior alcance dos produtos financeiros. Com essa transformação, trazemos um novo conceito, com a premissa de oferecer mais soluções para os brasileiros mantendo a eficiência, reputação e história da Lendico.

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo

Associações

Prêmios

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.

 

Desde 2015 revolucionando o acesso ao crédito, a Provu é uma financeira com serviços totalmente digitais que vive o Brasil e o sonho dos brasileiros. A empresa tem vocação humana, enxerga as necessidades e entende os desejos de cada pessoa, com o propósito de amparar os brasileiros com soluções para que realizem planos, saiam da dívida cara e tenham poder de compra.