Renda passiva: veja como funciona e quais são as vantagens

Atenção! A Provu não solicita depósito antecipado ou PIX para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Renda passiva: veja como funciona e quais são as vantagens

Por Mirela Alves

5 min de leitura

Publicado em 18 nov, 2021

Atualizado em 29 jun, 2022

5 min de leitura

Link Copiado!

Todo mundo fala que deseja que o dinheiro trabalhe por conta própria. Mas você sabia que isso é possível com a renda passiva? Isso porque ela nada mais é do que aquela renda que você recebe constantemente e não está vinculada ao seu trabalho. 

Ou seja, você aumenta o seu patrimônio financeiro sem precisar trabalhar mais. 

O que é renda passiva?

A ideia de viver de juros é a que mais exemplifica a renda passiva. Entretanto, diferente de ganhar na loteria para ter esse dinheiro, você não precisa contar com a sorte. 

Mesmo que você tire um ano sabático, por exemplo, esse tipo de renda continua sendo paga para você. Isso está diretamente ligado à liberdade financeira. 

Tipos de renda passiva

Deixar o dinheiro na poupança pode até ser uma opção de obter renda. Entretanto, muitos especialistas já afirmaram que esta não é a forma mais rentável. Em primeiro lugar, existem dois tipos de renda passiva mais comuns:

  • Renda passiva com capital: nesta modalidade, os rendimentos de investimento são os maiores exemplos, já que você usa o capital para gerar a sua renda (uma vez aplicado, o dinheiro rende).
  • Renda passiva sem capital: é uma renda não proveniente de outros montantes de capital. Mas sim de lucros de empresas da qual se é sócio, direitos de imagem, royalties, aluguel, etc. 

É possível viver apenas com renda passiva?

É possível viver apenas de renda passiva desde que se tenha um planejamento e disciplina para tal. Isso porque é comum que no início os retornos não sejam tão grandes. Algumas dicas são:

Determine seus objetivos 

Entenda onde está e para onde quer ir. Não é simples acumular um patrimônio que lhe permita sustentar o seu custo de vida sem trabalhar. Sendo assim, é bacana dividir esse objetivo em metas a serem realizadas a cada mês e ano, como o hábito de poupar e investir, por exemplo. 

Conheça seu status atual

Um dos passos mais importante para viver desse tipo de renda é compreender de onde você está começando. Então entenda a sua relação entre trabalho e renda. Ter clareza da sua renda é ideal para tomar as melhores decisões para lucrar e construir o seu patrimônio. 

Elabore o seu orçamento pessoal

Se você quer viver de renda, é preciso ter um orçamento apurado. Com isso, é mais fácil entender qual a sua realidade e planejar com assertividade. Para tal, ao construir um planejamento financeiro:

  • Reveja todos os rendimentos possíveis;
  • Considere as suas despesas;
  • Analise os gastos e mantenha o rigor do seu plano;
  • Faça uma reserva de emergência para, pelo menos, seis meses do seu custo de vida mensal;
  • Evite criar mais dívidas e quite as atuais.

Invista uma parte dos seus ganhos

Com as suas finanças devidamente mapeadas, é preciso construir rendas passivas. Atualmente, a mais segura é a renda com capital. Com isso, é válido separar um percentual dos seus ganhos para, regularmente, investir. 

Como gerar uma renda passiva?

Existem algumas maneiras para obter renda sem precisar trabalhar, vamos apresentar algumas a seguir: 

Poupar

Uma das mais conhecidas formas de renda passiva é poupar. Independentemente se você vai escolher inserir o dinheiro em uma poupança ou em outro meio de investimento, começar a guardar dinheiro para investir em renda passiva já é um grande passo. 

Alugar

Uma outra forma conhecida para viver de renda passiva é o aluguel. Se você tiver imóveis para alugar, pode garantir um valor fixo todos os meses e adquirir uma graninha extra para investir ou ter como renda passiva.

Investir 

Escolher investir também é uma boa maneira de atrair renda passiva. Neste caso, vale analisar o seu perfil de investidor para escolher a melhor aplicação ou até mesclar com objetivos diferentes e ter uma carteira variada. Além da bolsa também é possível pensar em ações para investir em empresas e receber seus dividendos. 

Renda passiva x Renda ativa

A renda passiva é uma das melhores formas de conquistar a independência financeira. Afinal, quem não gostaria de ganhar dinheiro mesmo durante as férias, por exemplo? 

Entretanto, é preciso pensar que este tipo de renda pode ser de risco e aí entra a vantagem da renda ativa, já que com ela as pessoas podem ter oportunidades de aplicar em investimentos mais rentáveis e mais arriscados, com o objetivo de aumentar o seu patrimônio. 

Sendo assim, se você conseguir conciliar as duas rendas, melhor ainda! Você aplica parte da sua renda ativa de maneira que consiga se assegurar de possíveis riscos e ficar mais tranquilo com uma renda extra.

Independente de como você vai conseguir a renda, o fato é que realizar um planejamento financeiro é o pontapé inicial para aumentar o seu patrimônio e gerenciar o seu orçamento. 

Sendo assim, se você deseja viver de renda passiva, o fator tempo é essencial. Comece o quanto antes para atingir seus objetivos e mapear suas estratégias. 

Continue lendo o blog da Provu para conhecer ainda mais o mercado financeiro e outros tipos de investimento. 

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Escrito por: Mirela Alves

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo
s

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.