Como renegociar uma dívida cara?

Atenção! A Provu não solicita depósito antecipado ou PIX para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Como renegociar uma dívida cara?

Por Provu

2 Minutos

Publicado em 14 jan, 2019

Atualizado em 14 jan, 2019

2 min de leitura

Link Copiado!

Você não conseguiu pagar o cartão de crédito ou está usando o limite do cheque especial e não consegue sair dessa? Saiba que bancos e financeiras são obrigados a oferecer opções de crédito mais baratos para quem está nesta situação.

Como renegociar a dívida do cartão de crédito?

Desde abril de 2017 os bancos são obrigados a fornecer uma opção de financiamento para clientes que usam o rotativo. Em junho de 2018 outra regra passou a valer, que limita a cobrança de juro.

Ou seja, o cliente é obrigado a aderir ao financiamento proposto pelo banco.

Aqui cabe um alerta, embora mais barato que as taxas do cartão de crédito, esse financiamento é, na média, mais caro que o empréstimo pessoal.

Como renegociar a dívida do cheque especial?

Essa modalidade de dívidas é tão cara quanto o cartão de crédito e o Banco Central também regulou novas regras para o setor em julho de 2018.

Aqui os bancos também são obrigados a oferecer uma opção de financiamento mais barato, mas ao contrário do cartão de crédito, o cliente não é obrigado a aceitar.

Também neste caso o juro é geralmente mais alto que o empréstimo pessoal.

Tome cuidado!

Lembre-se que o banco não pode impor um novo crédito para que você assuma uma dívida nova para quitar a antiga (exceto para o cartão de crédito). Se por acaso isso acontecer, busque a Justiça.

Como pagar a dívida?

Se você ainda não negativou seu nome por conta da dívida, poderá optar por pedir um empréstimo pessoal, consignado ou não. Neste caso é importante buscar um crédito com taxas de juros menores. Desta forma terá o dinheiro para quitar a maior dívida e ter prestações que consiga pagar.

Enquanto o rotativo do cartão chega a 789% ao ano, um empréstimo na Provu tem CET anual a partir de de 42,8%, variando de acordo com a análise de crédito do cliente e do parcelamento escolhido.

Escrito por: Provu

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo
s

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.