Tudo sobre o Pix parcelado: o que é, como usar e vantagens

Atenção! A Provu não solicita depósito antecipado ou PIX para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Tudo sobre o Pix parcelado: o que é, como usar e vantagens

Por Maria Beatriz Oliveira

4 Minutos

Publicado em 22 mar, 2022

Atualizado em 22 mar, 2022

4 min de leitura

Link Copiado!

O Pix parcelado permite o parcelamento de compras físicas e online via Pix por meio de uma instituição financeira, a qual garante o pagamento ao lojista.

No dia 04 de março de 2022, o Pix atingiu um novo recorde de transações diárias. Segundo o Banco Central, foram feitas 58,5 milhões de transferências e as estatísticas crescem a cada dia. 

Inicialmente, o recurso do Pix trouxe agilidade e praticidade para as movimentações bancárias. Porém, agora ele também possibilita o parcelamento de compras, e deve expandir sua atuação no país, colocando em cheque a função do cartão de crédito.

Dessa forma, com os avanços tecnológicos, o consumidor se beneficia, porque pode escolher dentre muitas opções de pagamento, desde Pix até boleto parcelado, ou crediário digital. 

Continue com a gente e confira neste conteúdo tudo que você precisa saber sobre Pix parcelado, e como usar essa novidade para parcelar suas compras.

O que é Pix parcelado?

O Pix parcelado, ou Pix garantido, é uma nova função do Pix que permite que os usuários parcelem seus pagamentos via Pix. Ou seja, você consegue utilizá-lo quase como um cartão de crédito ou crediário em suas compras físicas e online.

Um ponto importante é que o valor da compra é repassado à vista, ou seja, a pessoa recebe o valor total do pagamento, enquanto quem paga consegue parcelar.

Nesse sentido, o serviço funciona por meio de alguns bancos ou fintechs. Desse modo, se você não tiver saldo na sua conta na data das parcelas, a instituição financeira é a responsável pelo pagamento e irá te cobrar o valor posteriormente somado aos juros.

Como funciona o Pix parcelado?

O Pix parcelado funciona da seguinte forma: antes de mais nada, você precisa escolher o banco ou a fintech que disponibiliza esse tipo de serviço. 

Depois, na hora da compra, basta selecionar o pagamento com Pix normalmente e, dentro do seu aplicativo, escolher parcelar o valor.

O vendedor irá receber à vista, porém, você paga parcelado. Em alguns casos, você só irá pagar a primeira parcela para a instituição financeira de sua escolha. Assim, é necessário ter o dinheiro para ela na conta.  

Como o Banco Central ainda não definiu nada sobre os juros, cada instituição tem sua própria política e, por esse motivo, essa modalidade de pagamento funciona quase como um empréstimo pessoal, com os juros variando de acordo com o valor e a quantidade de parcelas escolhida.

Além disso, o limite de crédito também depende de cada instituição. Algumas, por exemplo, só disponibilizam esse tipo de pagamento para quem já tem um limite pré-aprovado. Até agora, o número de parcelas pode ir de 4 a 24 vezes. 

Por fim, vale lembrar que a pessoa que está recebendo não sabe que você parcelou o pagamento, e você não poderá cancelar o agendamento das parcelas após a compra.

Pix parcelado garantido ou Pix agendado?

Embora o nome possa confundir, Pix parcelado garantido e Pix agendado não são a mesma coisa.

Enquanto o Pix garantido oferece ao lojista a garantia de recebimento devido à presença do banco ou fintech como intermediária, o Pix agendado é apenas um agendamento comum para que a transação aconteça, assim como fazemos com uma TED, por exemplo.

Dessa maneira, é necessário muito cuidado na hora de receber seus pagamentos com Pix agendado, pois o cliente pode cancelar a transação e não há nenhuma garantia de recebimento

Pix parcelado ou cartão de crédito: qual é o melhor?

Em suma, já é possível perceber que o Pix veio para revolucionar o mercado financeiro brasileiro. E se antes ele substituiu boa parte das operações via TED e DOC, agora ele também pode substituir muitas compras com o cartão de crédito.

Na hora de decidir qual é a melhor opção, é preciso levar em conta qual é a sua instituição financeira intermediária, no caso do Pix parcelado.

Isso porque é ela quem irá definir os juros, seu limite e o número máximo de parcelas. Assim, você precisa levar tudo isso em conta na hora de escolher entre pagar com Pix parcelado ou com cartão de crédito.

No entanto, lembre-se sempre de planejar suas compras e ter um bom planejamento financeiro para manter a saúde do seu bolso em dia. 

E então, o que achou da novidade? Conta pra gente aqui nos comentários e não se esqueça de compartilhar o conteúdo com seus colegas! 😉

Escrito por: Maria Beatriz Oliveira

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo
s

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.