Por que um empréstimo não é aprovado - Boleto parcelado e crédito pessoal

Atenção! A Provu não solicita depósito antecipado ou PIX para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Por que um empréstimo não é aprovado

Por que um empréstimo não é aprovado

Entenda por que um empréstimo não é aprovado na Provu
Quero simular
homem fazendo empréstimo
Icone Aumento de ticket médio

Empréstimos de até R$50 mil

Icone Gráfico

Pagamento em até 36 meses

Taxas de 1,99% a 10,95%* a.m.

Icone check

Taxas personalizadas 

POR QUE MEU EMPRÉSTIMO FOI NEGADO?

Uma análise de crédito leva em conta diversos fatores, todos eles relacionados à sua capacidade de pagamento em relação à quantia solicitada.

Nesse sentido, ter o nome limpo e uma forma de comprovar sua renda contam pontos a seu favor. Mesmo assim, algumas questões podem fazer com que você perca pontos na hora de solicitar um crédito.

Confira a seguir alguns dos motivos pelos quais um empréstimo é negado e como fazer para melhorar suas chances de conseguir a aprovação:

1. HISTÓRICO DE PAGAMENTO

O seu histórico de pagamento é um dos fatores mais importantes para a avaliação das instituições financeiras a quem você pede crédito. Nele é considerado:

  • Se você já fez algum pagamento em atraso;
  • Se você já deixou alguma dívida em aberto.

Quanto melhor for o seu histórico, mais chances você tem de ser aprovado para tomar um empréstimo pessoal com a melhor taxa de juros.

Além disso, a pessoa também precisa ter mais de 21 anos para conseguir acessar o crédito da Provu.

  • Como resolver?

Manter suas contas em dia e não atrasar pagamentos é a única maneira de obter um bom histórico de pagamentos. Porém, caso você já tenha feito algumas dívidas, é sempre possível negociá-las e mantê-las em dia.

2. NOTA TOTAL DO SEU SCORE

O Score é um programa de pontuação financeira individual cujo objetivo é definir o quão bom pagador uma pessoa é. Essa pontuação varia de 0 a 1000 e está ligada ao seu CPF.

Ou seja, é uma pontuação que indica se você tem poucas, médias ou grandes chances de atrasar um pagamento baseado em seu histórico como pagador.

  • Como resolver?

Para manter seu score alto e aumentar suas chances de obter crédito no mercado, é fundamental quitar suas dívidas em aberto, não atrasar pagamentos e pagar a fatura total do cartão, e não a mínima.

COMO SABER MEU SCORE?

  • 1

    Icone check

    Passo 1: acesse o site do score;

  • 2

    Passo 2: preencha suas informações para o cadastro;

  • 3

    Passo 3: pronto! A pontuação aparecerá na sua tela.

3. RENDA COMPROMETIDA

Para ter uma vida financeira saudável é imprescindível que no máximo 30% do seus ganhos estejam comprometidos com dívidas.

Caso o valor das dívidas ultrapassem essa porcentagem, é comum que o pedido de crédito seja negado.

  • Como resolver?

A melhor maneira de assegurar seu controle financeiro é quitar uma parte das dívidas antes de tentar pedir o crédito novamente.

ilustração de folha com cifrão

4. PEDIDO NEGADO DEVIDO AO VALOR DA PARCELA

Um exemplo quanto à negativa devido ao valor da parcela: suponha que você tenha pedido um empréstimo no qual a parcela mínima é de R$ 1 mil.

Dessa forma, se o seu salário for de mesmo valor, por exemplo, não acontece a liberação do crédito.

  • Como resolver?

Aqui, você pode tentar diminuir o valor do empréstimo ou das parcelas até encontrar uma quantia que caiba em seu orçamento e não comprometa sua saúde financeira.

ilustração de porquinho triste

5. DADOS INCORRETOS OU DESATUALIZADOS

Se em algum momento do preenchimento das suas informações você digitou um dado incorreto ou mesmo desatualizado, o sistema entenderá que há um conflito de informação e negará o pedido.

Além disso, faz parte do processo de análise de crédito da Provu pedir que alguns dos documentos sejam enviados em uma selfie (foto que alguém tira de si mesmo).

selfie é uma forma de garantir que o usuário é ele mesmo, o que leva a uma maior proteção, pois outra pessoa não poderá pedir um crédito se passando por ele.

  • Como resolver?

Antes de fazer seu cadastro na Provu, sempre confira seus documentos e veja se preencheu tudo corretamente.

Além disso, vale lembrar que trabalhamos com empréstimo pessoal.

Portanto, se pedir um empréstimo em seu nome, todos os dados e comprovantes deverão estar em seu nome, não sendo possível, por exemplo, usar a renda de terceiros como forma de comprovar sua renda.

ilustração de documentos negados

E ENTÃO, JÁ DESCOBRIU POR QUE SEU PEDIDO DE EMPRÉSTIMO FOI NEGADO?

Cada análise de crédito é única e, caso seu pedido tenha sido reprovado, existem algumas medidas simples que você pode tomar para tentar de novo, como, por exemplo, conferir se seus dados estão corretos, se o valor da parcela se encaixa em seu orçamento ou se você consegue comprovar sua renda.

Antes de tentar, no entanto, recomendamos que espere pelo menos 10 dias para que suas informações possam ser devidamente atualizadas.

Porém, caso você ainda não tenha feito nenhuma solicitação na Provu, é só seguir as recomendações acima que seu pedido de crédito tem grande chance de ser aprovado!

Está pronto para tentar? Basta clicar no botão ao lado:

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.