O que é dívida ativa?

Atenção! A Provu não solicita pagamento antecipado para a liberação do Provu Empréstimo Pessoal.

O que é dívida ativa?

Publicado em 29 jan, 2021

Atualizado em 25 jul, 2022

1 min de leitura

Link Copiado!

Quando pensamos em endividamento, é natural que os assuntos mais falados sejam as dívidas contraídas com bancos e outras instituições financeiras, já que no Brasil, os formatos de dívidas mais comuns são os famosos cheques especiais e cartões de crédito. No entanto, a inadimplência com o governo pelo não pagamento de tributos, pode ser tornar um problema ainda mais sério para a sua vida financeira.

A Dívida Ativa é a maneira com que municípios, estados e Governo Federal, mantém o registro de brasileiros não pagadores de contas ligadas às Prefeituras, Receita Federal e INSS, por exemplo. A dívida ativa pode vir através de pendências com o Imposto de Renda, Simples Nacional, multas ambientais, IPVA, IPTU, ISS, entre muitas outras.

Os tipos de dívida ativa

Em 1964, a Lei n° 4.320 classificou a Dívida Ativa de duas formas: tributárias e não tributárias.

As dívidas ativas tributárias são aquelas cujos créditos vêm de impostos, taxas, multas fiscais e etc. Nesse caso, estamos falando de obrigações como o IPTU e o IPVA.

Por outro lado, as dívidas ativas não tributárias são todas as demais cobranças da Fazenda Pública como fianças, multas de trânsito, hipoteca, indenizações e restituições à locais públicos.

Como consultar se tenho uma dívida ativa?

Ao não pagar algumas dessas contas, os órgãos que deveriam receber a cobrança iniciam uma análise obrigatória para terem a certeza dos prazos previstos para pagamento. Uma vez vencido e não pago, estas instituições podem solicitar a inscrição do seu CPF no cadastro de dívida ativa. Para as empresas o caminho é o mesmo, podendo ter o CNPJ inscrito.

É comum o devedor ser informado através de notificação legal. Ainda assim, pode acontecer de o contato não ser realizado de imediato. Nesse caso, para não ser surpreendido, é bom ficar atento e consultar seu CPF ou CNPJ no site da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

Quais as consequências em contrair dívida ativa?

Como quaisquer outras dívidas contraídas, o primeiro passo é sempre a negativação do nome junto a órgãos como Serasa e SPC, responsáveis pela proteção do crédito.

Quando se entra para o cadastro de dívida ativa, é automaticamente gerada uma certidão positiva de débito, que atesta a existência de uma ou mais pendências. Se você se encontra nessa situação e precisar emitir uma Certidão Negativa, ela certamente indicará a inadimplência, conhecida também como Certidão Negativa Positivada.

A Certidão Negativa é a declaração do governo de que a pessoa não tem pendências financeiras ou processuais e é necessária para participação em licitações, posse em cargos públicos e muitas vezes para aprovação de financiamentos e empréstimos.

Ao falarmos do IPVA, por exemplo, o não pagamento gera multa gravíssima, além de apreensão da CNH e do veículo, caso o carro seja retido em alguma fiscalização.

Em alguns casos a dívida ativa pode tomar rumos mais graves, caso torne-se judicial. Se constatado o não pagamento, assim como nenhuma tentativa de negociação, parcelamento ou nada que demonstre o interesse do devedor em resolver a situação, a penhora de bens pode ser solicitada como forma de quitação da dívida. Entre os itens, geralmente estão títulos, metais preciosos, mobília e veículos.

As dívidas ativas podem prescrever?

Quando o governo reconhece a dívida como não paga e o registro no cadastro de dívida ativa realmente acontece, significa que o devedor precisa ser informado legalmente e a dívida deve ser cobrada. Se por qualquer razão a Procuradoria Geral não a fizer e o processo de cobrança não acontecer em um prazo de 5 anos, a dívida prescreve e a pessoa não pode mais ser cobrada.

É importante que a prescrição não seja confundida com o termo “caducar”.

Uma dívida caduca quando o governo não realiza o cadastro na dívida ativa e, dessa forma, a conta não chega até você. Nesse caso, se isso não acontecer dentro do mesmo prazo de 5 anos, a dívida não precisa ser paga.

Como pagar dívidas ativas?

Com o crescimento significativo de pessoas cadastradas na dívida ativa, o governo criou um programa especial que permite que o devedor parcele suas dívidas com condições que podem ultrapassar os 120 meses. 

Além do parcelamento, é possível solicitar a revisão dos valores e prazos de pagamento, caso o devedor acredite que os valores ou limites estão errados como, por exemplo, em cobranças de IPTU.

Primeiro, é necessário saber qual o órgão gerador da cobranças. Se municipal, estadual ou federal. Então, basta acessar o site do responsável para selecionar as opções desejadas e seguir o processo de negociação e pagamento.

Empréstimo pessoal para pagamento da dívida ativa

As condições de pagamento que tratamos acima, são opções positivas para resolver a situação, caso você faça parte do grupo de pessoas em dívida ativa.

No entanto, o programa especial do governo criado para facilitar a vida dos devedores, favorece ainda mais as dívidas ativas pagas à vista. É importante lembrar que a dívida ativa nunca é apenas o valor original da cobrança. Juros e multas são acrescidos, junto com, às vezes, custas judiciais. Para o pagamento em uma única parcela, o governo federal oferece descontos que podem chegar a 90% para os juros e 50% para as multas.

Dito isso, sempre falamos por aqui sobre trocar uma dívida cara por uma mais barata. Uma boa possibilidade para sair da dívida ativa pode estar na contratação de um empréstimo com juros baixos. Você usa esse dinheiro para ficar regularizado junto ao governo, garantindo um empréstimo que sabe exatamente quanto vai pagar e por quanto tempo.

Quer ficar por dentro de tudo o que postamos aqui? Então segue a gente lá nas redes sociais!

Escrito por: Provu

A Provu surgiu sob o nome de Lendico, mas em 2021 mudou de marca por uma decisão estratégica de reposicionamento e maior alcance dos produtos financeiros. Com essa transformação, trazemos um novo conceito, com a premissa de oferecer mais soluções para os brasileiros mantendo a eficiência, reputação e história da Lendico.

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo

Associações

Prêmios

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.

 

Desde 2015 revolucionando o acesso ao crédito, a Provu é uma financeira com serviços totalmente digitais que vive o Brasil e o sonho dos brasileiros. A empresa tem vocação humana, enxerga as necessidades e entende os desejos de cada pessoa, com o propósito de amparar os brasileiros com soluções para que realizem planos, saiam da dívida cara e tenham poder de compra.