Por que abandonar as planilhas grátis e usar um app financeiro?

Atenção! A Provu não solicita pagamento antecipado para a liberação do Provu Empréstimo Pessoal.

Por que abandonar as planilhas grátis e usar um app financeiro?

Publicado em 22 jun, 2020

Atualizado em 25 jul, 2022

1 min de leitura

Link Copiado!

Para quem precisa colocar seu orçamento mensal em dia, um bom planejamento financeiro é essencial. O tema se torna ainda mais importante por conta da crise do novo coronavírus e da perda de renda. Muita gente acredita que usar planilhas grátis, encontradas na internet, seja a melhor solução para esse problema.

No entanto, hoje em dia é cada vez mais comum o uso de aplicativos financeiros, que visam organizar e controlar os fluxos de dinheiro para pessoas e empresas. Além disso, esses apps possuem grandes vantagens sobre as planilhas. Confira aqui algumas delas:

1. Apps financeiros são mais seguros que planilhas grátis

A grande maioria dos aplicativos financeiros de hoje conta com um sistema avançado de segurança a fim de não perder as informações de seus usuários. As chances de que algo aconteça com seus dados e registros são praticamente nulas. Não se pode dizer o mesmo das planilhas grátis, que podem sofrer falhas caso algo aconteça com seu computador, por exemplo.

Além da segurança de não perder suas informações, os aplicativos também ajudam a mantê-las a salvo de pessoas mal intencionadas. Qualquer indivíduo que tem acesso ao seu computador pode acessar os dados na planilha. Por isso, há chances palpáveis de que as informações sejam modificadas ou até mesmo apagadas.

Por outro lado, aplicativos financeiros têm um acesso muito mais limitado. Alguns serviços já contam com senhas e outros recursos para proteger seus lançamentos. No caso do Guiabolso, há duas camadas de criptografia para proteger os dados de hackers.

2. Aplicativos financeiros podem ser acessados de qualquer lugar

Quem possui um aplicativo financeiro em seu telefone ou computador pode acessar seus dados de qualquer lugar, sempre que quiser ou que for necessário. O usuário precisa apenas de um computador ou smartphone conectado à internet para atualizar as informações.

O fator acessibilidade torna muito mais fácil o processo de anotar gastos no dia a dia. Consequentemente, as chances de se esquecer de lançar gastos serão bem menores. O Guiabolso corta o trabalho de você anotar os gastos pois já é sincronizado com as conas bancárias, mas ainda assim é interessante ter o fácil acesso à planilha para saber quanto tem disponível na conta e como andam os gastos.

Quem opta por utilizar as planilhas grátis se vê preso ao computador e normalmente tem que atualizar todos os lançamentos de uma vez só, no fim do dia ou semana. Isso aumenta a chance de esquecer de anotar algum gasto, o que pode comprometer seu planejamento.

3. Aplicativos centralizam todas as suas informações

Ao lidar com diversos aspectos de um orçamento, é comum se atrapalhar com a montagem de uma planilha.  Os apps mais avançados, como o Guiabolso, centralizam tudo em um só lugar em poucos cliques. Você ganha tempo para se concentrar nas decisões que irá tomar ao invés de gastar energia se lembrando de anotar tudo. Aliás, se você está em dúvida sobre como anda a sua saúde financeira, indicamos esse teste para você ver por onde começa. 

4. Apps possuem análises

Se fazer uma planilha e mantê-la atualizada já é algo trabalhoso, imagine então analisar todos aqueles dados? Você pode perder horas conferindo informações e checando alguma despesa que não reconhece. E o pior de tudo: quanto mais o tempo passa, maiores ficam as suas tabelas da planilha, o que dificulta a leitura das informações.

Por isso, é muito complicado manter o controle sobre planilhas grátis. Além do tamanho, os inúmeros arquivos salvos também tornam o procedimento muito mais complexo.

Em contrapartida, os aplicativos financeiros oferecem relatórios automáticos, que ajudam a analisar o histórico de gastos e receitas do seu planejamento. Assim, fica bem mais fácil identificar quais as categorias de maior gastos, quais despesas podem ser cortadas, e quais áreas podem receber mais ou menos investimentos.

5. Apps oferecem produtos financeiros

Além da gestão e análise, o app pode servir de ponto para você e o mercado financeiro. No caso do Guiabolso, há indicação de produtos financeiros de acordo com o perfil. Se a pessoa deve no cheque especial, por exemplo, há simuladores de empréstimo – a Provu, inclusive, é uma das parceiras que aparecem por lá. Se está conseguido economizar, há plataformas de investimento. O interessante é que muitas vezes as parcerias permitem oferecer taxas de juros mias baixas ou mesmo condições especiais de atendimento. 

Gostou da ideia largar as planilhas grátis e procurar por um bom aplicativo financeiro? Nos conte mais nos comentários.

Guest post escrito por Guiabolso, um aplicativo de gestão financeira e de comparação de empréstimo e outros produtos

Escrito por: Provu

A Provu surgiu sob o nome de Lendico, mas em 2021 mudou de marca por uma decisão estratégica de reposicionamento e maior alcance dos produtos financeiros. Com essa transformação, trazemos um novo conceito, com a premissa de oferecer mais soluções para os brasileiros mantendo a eficiência, reputação e história da Lendico.

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo

Associações

Prêmios

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.

 

Desde 2015 revolucionando o acesso ao crédito, a Provu é uma financeira com serviços totalmente digitais que vive o Brasil e o sonho dos brasileiros. A empresa tem vocação humana, enxerga as necessidades e entende os desejos de cada pessoa, com o propósito de amparar os brasileiros com soluções para que realizem planos, saiam da dívida cara e tenham poder de compra.

Esta empresa é membro da ABCD e, como tal, atende às Orientações de Conduta constantes em seu Código de Ética e Autorregulação