Refin: entenda qual o impacto na sua saúde financeira

Atenção! A Provu não solicita depósito antecipado ou PIX para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Refin: entenda qual o impacto na sua saúde financeira

Por Provu

6 Minutos

Publicado em 04 nov, 2021

Atualizado em 04 nov, 2021

6 min de leitura

Link Copiado!

O Refin é um registro que mantém as informações de empresas e pessoas físicas inadimplentes com o objetivo de tornar o processo de concessão de crédito mais seguro.

Mesmo que você nunca tenha feito parte do cadastro de algum dos vários birôs de crédito existentes no Brasil, certamente você já ouviu falar em um dos mais conhecidos, o Serasa Experian.

Assim como os demais, o Serasa tem por objetivo tornar mais seguro o processo de se tomar crédito no Brasil, tanto para tomadores quanto para os que concedem. Nesse sentido, uma das maneiras de se fazer isso é por meio do Refin.

Neste artigo, vamos falar um pouco sobre o Refin e o impacto que ele pode ter não apenas na sua vida financeira, mas na de todo o mercado.

Acompanhe!

O que é Refin? 

O Refin é um banco de dados onde são mantidas informações sobre empresas e pessoas físicas inadimplentes que tenham débitos com instituições financeiras em geral. 

Dessa forma, as próprias instituições alimentam o cadastro no Refin, além de empresas de outros setores, que podem utilizá-los para consulta.

Se você possui um empréstimo pessoal ou um financiamento, e deixa de quitar parcelas, o banco ou financeira passa suas informações ao sistema Refin. Assim, você ficará sinalizado para o mercado.

Ou seja, ao buscar por uma compra a prazo, ou um novo crédito, a empresa que você procurou fará uma busca no sistema e encontrará você. Assim, esse é um dos problemas provenientes do descontrole financeiro ou de um mal planejamento. 

Isso porque, uma vez cadastrado no Refin, será muito difícil que outras instituições lhe concedam novos créditos.

Assim, este grande banco de dados é a maneira encontrada pelo mercado para autogerenciar o consumo de crédito no Brasil, permitindo minimizar os riscos de investimentos cedidos a pessoas inadimplentes.

Mas além de atuar como um registro ativo de inadimplência entre bancos e outras instituições financeiras, o Refin também permite a comunicação entre credores e clientes através da “carta-comunicado”.

Essa carta é um documento emitido pelo Serasa que chega ao devedor com informações de valor, condições de pagamento e propostas de renegociação, caso seja possível. 

Diferença entre Refin e Pefin

O Pefin também é um registro realizado pelo mercado como forma de acompanhar o histórico dos inadimplentes. Por isso, os termos geram confusão na cabeça das pessoas quando elas precisam diferenciá-los.

Contudo, enquanto o Refin mantém o cadastros de pessoas com dívidas em instituições financeiras, o Pefin concentra-se em diversos setores da economia, como indústria, varejo e empresas prestadoras de serviços, como as concessionárias de energia elétrica.

O Pefin também permite consultas e comunicação com clientes, o que facilita no momento de permitir ou não o fechamento de negócios.

Diferença entre protesto e Refin

A carta-comunicado não se trata de um documento processual, e sim de uma nova tentativa da empresa entrar em contato com o devedor.

Com a carta, é possível oferecer oportunidades de pagamento e renegociação. 

Dessa forma, ela não deve ser compreendida como um protesto. Isso porque um protesto requer uma burocracia muito maior, envolvendo toda a documentação completa que comprove a dívida, além de precisar ser realizado em cartório. 

Além disso, o objetivo do protesto é permitir a cobrança através de mecanismos legais, e proteger a empresa credora.

Por outro lado, é possível fazer o cadastro no Refin pela internet e enviar a carta-comunicado, que chega em até 10 dias. Se após isso o devedor não tomar nenhuma ação, o cadastro é concluído e ocorre a inserção do CPF da pessoa no sistema. 

As vantagens do Refin

  • O Serasa Experian é um dos mais abrangentes birôs de crédito do país. Por isso, o número de empresas e pessoas alcançadas é muito grande;

  • Além da facilidade de localizar o cadastro, enviar as informações para um novo registro é extremamente rápido e fácil após a validação dos dados;

  • O processo tem um custo muito menor do que todas as taxas necessárias para um protesto em cartório;

  • O Refin também oferece suporte judicial caso não haja a comunicação com o cliente e a empresa precise da comprovação da dívida. 

Como renegociar e refinanciar dívidas?

É claro que, em um mundo ideal, é sempre melhor não contrair dívidas, mas a gente sabe que, às vezes, as coisas podem sair um pouco do controle e virarem uma bola de neve.

Nesse momento, renegociar é sempre a melhor opção. Não deixe que o credor venha até você. Se coloque à disposição para um refinanciamento, por exemplo, com talvez o abatimento de multas e juros.

Outra dica é procurar sempre quitar ou renegociar as dívidas com os maiores juros, como cartões de crédito e cheque especial. 

Se precisar, uma boa saída é contrair uma dívida mais barata, para quitar uma mais cara. Um bom exemplo pode ser o de contratar um empréstimo pessoal para pagar a fatura do cartão, já que os juros deste tipo de crédito são muito menores do que os dos cartões

Em suma, o Refin pode ser uma dor de cabeça na vida do consumidor que se tornou inadimplente. Porém, ele é muito importante para o mercado. 

Afinal, sem ele, certamente as taxas de juros seriam mais altas e a quantidade de crédito diminuiria, já que as empresas não teriam como conhecer mais sobre o histórico de compra de seus clientes.

E sobre o que comentamos a respeito da contratação de empréstimos para pagamento de dívidas mais caras, basta priorizar e fazer um bom planejamento que tudo dará certo.

Caso faça sentido para você, a Provu pode te ajudar: aqui o crédito é online e descomplicado, com pagamento em até 36x. Confira nossos produtos e faça já uma simulação!

Espero que este conteúdo tenha ajudado. Antes de ir, não se esqueça de compartilhar com os amigos.

Escrito por: Provu

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo
s

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.