5 dicas para administrar o limite do cartão de crédito

Atenção! A Provu não solicita pagamento antecipado para a liberação do Provu Empréstimo Pessoal.

5 dicas para administrar o limite do cartão de crédito

Publicado em 27 nov, 2015

Atualizado em 15 jun, 2022

1 min de leitura

Link Copiado!

O cartão de crédito pode ser uma dádiva ou uma armadilha, dependendo de quem o administra. Vamos pensar nele como uma moeda de dois lados. Aos que possuem disciplina, ele se mostra como uma alternativa para imprevistos financeiros, sendo assim, um aliado em eventos adversos. Para quem tem dificuldade em administrar a renda mensal, ou até mesmo possui um rendimento mais baixo, o limite do cartão de crédito -- na maioria das vezes mais alto que os ganhos -- pode representar algo ruim.

Acreditando nesse poderoso meio de crédito, a Provu lhe dá cinco dicas para administrar o limite do cartão de crédito e não se endividar:

1. Sua fidelidade será paga em milhas!

A principal vantagem desse aditivo, além do crédito imediato, é o programa de fidelidade que as operadoras mantêm com o cliente, onde o montante gasto pode ser convertido em bônus, milhas e até descontos. Essas vantagens são únicas e também fazem os olhos brilharem, contudo, não são desculpas para o uso excessivo e descontrolado do cartão. Por isso, não se deixe levar pelas ofertas sazonais. Elas podem ser temporárias, mas as dívidas que ficam não são.

2. "Prometo ser fiel, te amar, te respeitar e sempre pagar o total da fatura"

Parecem votos de casamento, não? E são. Quando você solicita um cartão de crédito, independente da bandeira escolhida, você está assumindo um compromisso que pode ser vitalício. Ao pagar o total da fatura, você irá honrar a sua palavra de bom pagador com a instituição financeira.  Mas tenha em mente que, se optar por pagar o mínimo, você assumirá a maior taxa de juros do mercado. Caso não consiga amortizá-la no próximo mês, ela poderá aumentar cada vez mais, tornando-se uma bola de neve.

3. Não espere o vencimento, programe-se!

Pior do que não pagar a fatura e cair no crédito rotativo (saiba mais aqui), é atrasar o pagamento dela. Lembre-se que quando isso acontecer serão cobrados os juros relativos aos dias de atraso. O Código de Defesa do Consumidor (CDC) estipulou que esse montante não pode passar de 2% do valor total da fatura.

4. Negocie a anuidade

Tenha em mente que você não precisa arcar com a taxa de anuidade, caso não queira. O montante é cobrado pelas operadoras, que justificam o seu pagamento com os benefícios que você adquire quando começa a usar o cartão de crédito. Essa taxa não retorna ao seu bolso e é dita como encargo administrativo. Uma chance é renegociá-la direto com a operadora.

5. Já se planejou hoje?

A palavra que define a rotina de alguém que possui uma saúde financeira estável é planejamento.  Se você ainda não se planejou hoje, saiba que já está atrasado e, pior ainda, perdendo dinheiro em gastos aleatórios e supérfluos. Por isso, a principal dica é: planeje-se, planeje-se e planeje-se. Uma planilha de controle de gastos é um ótimo começo. Com dedicação, você perceberá que, após alguns meses, vai ter mais dinheiro em sua conta do que quando não era organizado.

Gostou das dicas? Precisa de uma ajuda extra para realizar um sonho? Nós podemos te ajudar com isso!

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO 

Escrito por: Provu

A Provu surgiu sob o nome de Lendico, mas em 2021 mudou de marca por uma decisão estratégica de reposicionamento e maior alcance dos produtos financeiros. Com essa transformação, trazemos um novo conceito, com a premissa de oferecer mais soluções para os brasileiros mantendo a eficiência, reputação e história da Lendico.

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Cartão de Crédito
Cartão de crédito consignado: o que é e como funciona?

O cartão de crédito consignado é um tipo de cartão oferecido a aposentados, funcionários públicos e pe...

17 fev, 2022
Ler artigo
Cartão de Crédito
Limite disponível para crediário: entenda como funciona

Ao realizar uma compra, geralmente usamos o nosso cartão de crédito, certo? Mas você sabia que existe ...

16 dez, 2021
Ler artigo
Cartão de Crédito
Cartão de crédito com cashback: como funciona?

Antigamente, nem se pensava em gastar dinheiro no cartão e ter algo em troca que não fosse aquilo que ...

16 nov, 2021
Ler artigo

Associações

Prêmios

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.

 

Desde 2015 revolucionando o acesso ao crédito, a Provu é uma financeira com serviços totalmente digitais que vive o Brasil e o sonho dos brasileiros. A empresa tem vocação humana, enxerga as necessidades e entende os desejos de cada pessoa, com o propósito de amparar os brasileiros com soluções para que realizem planos, saiam da dívida cara e tenham poder de compra.