Antecipação de recebíveis: como funciona esse empréstimo?

Atenção! A Provu não solicita pagamento antecipado para a liberação do Provu Empréstimo Pessoal.

Antecipação de recebíveis: como funciona esse empréstimo?

Publicado em 27 dez, 2018

Atualizado em 25 jul, 2022

1 min de leitura

Link Copiado!

É possível antecipar um valor que você receberá no futuro com um empréstimo. Essa modalidade de crédito é conhecida como antecipação de recebíveis e é bastante comum para profissionais autônomos e empresas.

Mas pessoas físicas também podem fazer esse tipo de crédito em algumas situações, usando o 13º salário ou a restituição do Imposto de Renda como garantia.

Em geral, o pagamento é feito em uma única parcela em uma data posterior próxima ao recebimento dos valores. Mas atenção, o valor que você receberá é sempre menor que a soma dos recebíveis. Essa diferença cobre a taxa de juros e os impostos da operação.

Antecipação de recebíveis para empresas

Valores recebíveis no futuro como vendas parceladas, a prazo, cheques, carnês e duplicatas podem ser usados para se obter esse tipo de crédito.

Cada instituição financeira trabalha com uma política de crédito, portanto cada uma define qual tipo de recebível é aceito e o valor do juro e prazo.

Também é possível transferir diretamente para a instituição financeira o recebimento das garantias. Por exemplo, a empresa tem um valor para receber em cheques pelos próximos meses. O banco faz o empréstimo e fica com esses cheques, recebendo o valor deles conforme a data de vencimento.

Antecipação de recebíveis para pessoas físicas

Pessoas físicas também têm valores certos para receber, como a Restituição do Imposto de Renda e o 13º salário, podem recorrer a esse empréstimo.

O processo não é muito diferente do que acontece com as pessoas jurídicas. É feita uma análise e o banco recolhe todo o pagamento de uma vez em uma data posterior ao recebimento.

A gente fala mais sobre o tema, com foco no 13º salário neste artigo.

Riscos da antecipação de recebíveis

O maior risco desta modalidade de crédito é que o pagamento é feito em uma parcela e, se o valor não estiver na conta designada na data acordada, o banco cobrará mesmo assim. Ele pode usar o cheque especial, negativar o credor e cobrar na justiça os valores para receber.

Esse risco é maior para empresas, que podem sofrer com calotes ou pagamentos atrasados de clientes.

Mas a pessoa física também deve ficar atenta. Isso porque o Imposto de Renda pode cair na malha fina e, mesmo retificando a declaração, o pagamento só será feito no ano seguinte (provavelmente depois da data do vencimento do empréstimo).

Quem usa o 13º salário deve ficar atento para demissões ou atrasos no pagamento do salário extra – que embora ilegal pode ocorrer.

Vale fazer a antecipação de recebíveis?

Depende. Apesar de existir alguma garantia, ainda existe um risco para a instituição financeira, que se reflete no juro. Além disso, o processo tende a ser um pouco mais burocrático.

Outra desvantagem é o pagamento em uma única parcela. Muitas vezes é mais saudável para a sua vida financeira parcelar o empréstimo. Uma empresa, por exemplo, pode ficar sem dinheiro para fluxo de caixa ou para pagar salários.

O segredo é se programar para não ser surpreendido. Compare as taxas e as condições de pagamento com outras modalidade e faça o melhor negócio para você ou seu negócio.

A Provu não faz empréstimo com antecipação de recebíveis, mas aconselhamos que veja nossas taxas para empréstimo pessoal fazendo uma análise sem compromisso.

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Escrito por: Provu

A Provu surgiu sob o nome de Lendico, mas em 2021 mudou de marca por uma decisão estratégica de reposicionamento e maior alcance dos produtos financeiros. Com essa transformação, trazemos um novo conceito, com a premissa de oferecer mais soluções para os brasileiros mantendo a eficiência, reputação e história da Lendico.

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Empréstimo
Cálculo de empréstimo consignado: entenda como funciona

Se você já precisou de um dinheirinho a mais para realizar algo, possivelmente já pensou em tomar um e...

03 mai, 2022
Ler artigo
Empréstimo
Quem pode fazer empréstimo?

O empréstimo é uma boa opção para aqueles que desejam trocar uma dívida cara por outra mais barata, ou...

10 mar, 2022
Ler artigo
Empréstimo
Vale a pena pedir um empréstimo para dívidas do começo do ano?

Todo novo ano traz consigo alguns impostos como IPTU, IPVA e outros débitos, como material escolar. Ma...

06 jan, 2022
Ler artigo

Associações

Prêmios

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.

 

Desde 2015 revolucionando o acesso ao crédito, a Provu é uma financeira com serviços totalmente digitais que vive o Brasil e o sonho dos brasileiros. A empresa tem vocação humana, enxerga as necessidades e entende os desejos de cada pessoa, com o propósito de amparar os brasileiros com soluções para que realizem planos, saiam da dívida cara e tenham poder de compra.

Esta empresa é membro da ABCD e, como tal, atende às Orientações de Conduta constantes em seu Código de Ética e Autorregulação