Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Previdência social

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo e o que ele garante? Pois, bem a previdência social nada mais é do que um sistema que abrange as aposentadorias. Assim, o “salário” é gerenciado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). 

Devido a tantas mudanças, cada vez mais as pessoas pensam em complementar o seguro para garantir uma renda maior no futuro. Pensando nisso, preparamos um post completo para que você conheça as regras da previdência social e saiba quais investimentos realizar para não depender só do governo. 

O que é previdência social?

Apesar de ser um termo conhecido pela população, nem todo mundo sabe, de fato, do que se trata a Previdência Social. À primeira vista ela funciona como um seguro social em que o trabalhador participa por meio de contribuições mês a mês. 

Em primeiro lugar o objetivo da previdência é substituir a renda do contribuinte quando ele não for mais capaz de trabalhar, seja por situações como doença, acidente, prisão ou até mesmo velhice. 

Quais os benefícios inclusos na previdência social?

  • Aposentadoria por idade;
  • Invalidez;
  • Aposentadoria especial;
  • Aposentadoria por tempo de contribuição;
  • Auxílio-acidente;
  • Auxílio-doença;
  • Auxílio-reclusão;
  • Pensão especial (síndrome da talidomida);
  • Salário-família;
  • Salário-maternidade.

Quais são os tipos de regimes da Previdência Social no Brasil?

Atualmente no Brasil, existem dois tipos de regimes de Previdência Social. Agora vamos explicar as diferenças:

Diferença entre RGPS e RPPS

  • RGPS: ou Regime Geral da Previdência Social, é o regime mais amplo por envolver todos as pessoas que trabalham aqui no País com vínculo empregatício e incluir também autônomos e segurados facultativos. Trabalhadores urbanos, rurais, domésticos, trabalhadores autônomos e segurados especiais (como pescadores e pequenos produtores) fazem parte deste grupo.
  • RPPS: também conhecido como Regime Próprio da Previdência Social, é uma modalidade pela qual a classe de servidores públicos dos poderes Federais, Estaduais e Municipais têm acesso aos benefícios da previdência social. 

Como funciona a previdência social?

No Brasil, a previdência funciona em sistema de repartição, ou seja, quem está trabalhando paga a aposentadoria de quem está aposentado. Simultaneamente, os profissionais com carteira assinada entram na filiação ao INSS (autônomos e contribuintes individuais também podem contribuir com o regime).

Nesse sentido, para quem está ativo no mercado de trabalho, a contribuição para a previdência é descontada todos os meses do salário. Por depender da contribuição do salário de cada trabalhador, existe uma alíquota específica que rege a porcentagem que deve ser descontada de cada folha. 

Qual a diferença entre Previdência Pública e Privada?

No sistema previdenciário brasileiro, existem dois tipos de aposentadoria: 

Previdência Social: é um tipo público de aposentadoria. Os empregados, independente do setor, são associados à previdência privada ou complementar, que é um plano de aposentadoria opcional e particular. 

Previdência privada: este modelo é uma forma de garantir uma aposentadoria sem depender do setor público, ou seja, você realiza um investimento de longo prazo. Existem diversas maneiras de fazer isso, como comprar ações de empresas que pagam dividendos, por exemplo. Para quem tem um perfil de investidor mais conservador, é possível entrar em uma previdência privada oferecida e gerida por bancos. 

Previdência complementar: como conseguir?

O teto do INSS em 2020 era de R$ 6.101,06, mas, para garantir um futuro financeiro ainda melhor, planejar um complemento à previdência social pode ser uma ideia mais do que válida. Abaixo, colocamos algumas sugestões:

Comprar imóveis

Uma das estratégias mais conhecidas para garantir uma boa aposentadoria é a compra de imóveis para obter renda com aluguel. Mas, para tal, é preciso entender sobre o negócio, já que nem sempre as condições do mercado imobiliário são favoráveis. Investir em fundos imobiliários também é uma ideia, já que neste caso você não precisará nem gerenciar imóveis próprios e poderá ganhar da mesma forma com aluguéis e empreendimentos. 

Investir na bolsa de valores

Acima de tudo construir um patrimônio na bolsa de valores é uma estratégia de longo prazo. Com isso, você poderá ter uma aposentadoria mais tranquila com os dividendos e ganhos de capital. Sendo assim, neste caso, é preciso também conhecer sobre o mercado de investimentos ou até ter um especialista como apoio no processo. 

Previdência privada

Em suma, ter uma previdência privada pode ser um dos caminhos mais tranquilos e seguros para complementar a previdência social. Isso porque ao invés de depender totalmente do INSS, você acaba construindo sua reserva e acompanhar seu patrimônio crescendo ano após ano.

Como consultar a previdencia social?

Cada aposentado, pensionista e demais beneficiários que recebem auxílios da previdência social são identificados com um código. Sendo assim, este número é único para cada CPF. Logo, geralmente, este número é informado na carta de concessão e pode ser utilizado para consultar o benefício.

Além disso, em algumas situações, também é possível consultar por meio do CPF. Com isso, existem 3 maneiras de realizar tal ação:

  1. Site Meu INSS: por meio do portal online, a Previdência Social oferece diversos serviços gratuitos (a consulta está entre eles). Pelo site gov.br/meuinss, é possível conferir as informações, consultar extratos e até histórico. Dessa forma, o login no site pode ser feito pelo CPF e senha, login com QR Code, bancos credenciados e autorizados ou com certificado digital.
  2. Aplicativo Meu INSS: também é possível consultar a previdência social por meio do app disponível para Android e iOS. Um cadastro simples vai solicitar o seu CPF e a senha cadastrada no site gov.br.
  3. Central 135: a última opção para consultar o seu benefício do INSS é por meio do atendimento da central telefônica do INSS. O titular do benefício se identifica informando o CPF. Se outra pessoa deseja informações sobre o benefício de alguém, é necessário realizar uma verificação de segurança, como dados adicionais ou pedir a confirmação do que constar na base de dados. A Central funciona de segunda à sábado, das 07h00 às 22h00.

Por fim, você já sabe o que é e como funciona a previdência social, realize o seu planejamento financeiro e comece a acompanhar o seu benefício. Sendo assim, aproveite para continuar lendo o blog da Provu e aprender ainda mais sobre o mercado das finanças. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.