Calendário de restituição do Imposto de Renda 2022

Atenção! A Provu não solicita pagamento antecipado para a liberação do Provu Empréstimo Pessoal.

Calendário de restituição do Imposto de Renda 2022

Publicado em 08 abr, 2021

Atualizado em 25 jul, 2022

1 min de leitura

Link Copiado!

Confira as datas de recebimento da restituição do imposto de renda para as pessoas que pagaram um valor acima do determinado.

O imposto de renda é cobrado anualmente sobre pessoas e empresas. Após declarar o imposto, o sistema irá analisar seus rendimentos e tributos para saber se irá liberar ou não a restituição do Imposto de Renda 2022.

Neste ano, o período para fazer a declaração é de 1º de março a 30 de abril e serão 5 lotes de entrega para o contribuinte, pagos entre os meses de maio e setembro, assim como no ano passado.

Diferença entre lotes

A principal diferença é a data de recebimento, pois no caso de o contribuinte entregar a declaração no início da arrecadação, o mesmo recebe o valor de restituição no primeiro lote. E, assim por diante, quanto antes a entrega é feita, mais cedo a pessoa recebe por sua restituição do imposto de renda.

Até que a restituição seja paga ao contribuinte, o valor é corrigido pela taxa SELIC. Nesse sentido, é possível consultar no site da Receita Federal se a pessoa terá direito à restituição e qual o lote do pagamento.

Calendário Restituição do Imposto de Renda: cronograma para 2022

LoteData de pagamento
31/05/2022
30/06/2022
30/07/2022
31/08/2022
30/09/2022

Em qual lote da restituição do imposto de renda estou?

Quanto antes ocorrer a entrega do documento do imposto, antes a pessoa recebe em sua conta o valor.

Além disso, os primeiros lotes levam em conta outros fatores além do prazo de entrega. Como por exemplo, o primeiro pagamento é para grupos com prioridades, que são pessoas idosas ou com algum tipo de deficiência, doença ou condição séria.

Para saber em qual lote você está é preciso fazer a consulta, veja o passo a passo no próximo tópico.

Como consultar a restituição do Imposto de Renda?

Em primeiro lugar é necessário fazer a entrega do imposto de renda. Depois de um tempo desta entrega, o sistema da Receita Federal disponibiliza ao contribuinte a consulta. Isso ocorre normalmente uma semana antes de o lote de restituição da pessoa em questão ser pago.

Para consulta é preciso:

  • Acessar o portal “Consulta Restituição";
  • Colocar seus dados pessoais: como RG, CPF e data em que nasceu;
  • Informar o ano que deseja pesquisar sobre a restituição, no caso 2021;
  • Digitar o código de segurança disponibilizado na entrega da declaração do imposto de renda.

Se já estiver disponível para consulta, a boa notícia é que vai aparecer todos os dados de uma única vez, caso contrário um pop-up vai pedir para voltar em outro momento.

O que declarar para receber a restituição do imposto de renda?

Separe todas as despesas dedutíveis possíveis que encontrar para poder responder essa pergunta. Isso porque a melhor forma de declarar o imposto é com:

  • notas fiscais;
  • recibos;
  • extratos;
  • e outros que comprovem gastos do ano anterior.

Como as despesas precisam de comprovação, você precisa ter todos os documentos. Assim, com o preenchimento correto de informações, é certo que a pessoa vai receber sua restituição.

Quem recebe a restituição?

Praticamente todo mundo que seja trabalhador no regime CLT e receba mais de R$1904,00 por mês. A restituição ocorre porque a pessoa pagou mais impostos do que deveria durante o ano e tiveram algum valor retido na fonte, desconto direto da folha de pagamento.

Como as pessoas recolhem o tributo durante o ano, quando entregam a declaração anual do Imposto de Renda e apresentam muitas despesas dedutíveis, o que recolheram anteriormente cobre o que deveria se pago por ele e, de modo geral, ainda sobra um dinheiro, o qual é a restituição.

Desse modo, com o ajuste feito na declaração, o cidadão-contribuinte é restituído do valor em que ele mesmo já pagou. Embora tenha que pagar a DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) inteira logo depois de encaminhar sua declaração, alguns meses depois, dentro do calendário de restituição, o dinheiro é devolvido integralmente.

Quem pediu empréstimo recebe restituição do imposto de renda?

Sim, normalmente. Isso porque o empréstimo é como qualquer outra conta que você tenha adquirido durante o ano, e isso não impede de o valor da restituição vir. Além disso, você só precisa declarar o empréstimo se ele for superior ao valor de 5 mil reais.

Veja mais sobre esse assunto aqui!

Por fim, ficou com mais alguma dúvida? Deixe nos comentários para a nossa equipe!

Escrito por: Provu

A Provu surgiu sob o nome de Lendico, mas em 2021 mudou de marca por uma decisão estratégica de reposicionamento e maior alcance dos produtos financeiros. Com essa transformação, trazemos um novo conceito, com a premissa de oferecer mais soluções para os brasileiros mantendo a eficiência, reputação e história da Lendico.

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo

Associações

Prêmios

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.

 

Desde 2015 revolucionando o acesso ao crédito, a Provu é uma financeira com serviços totalmente digitais que vive o Brasil e o sonho dos brasileiros. A empresa tem vocação humana, enxerga as necessidades e entende os desejos de cada pessoa, com o propósito de amparar os brasileiros com soluções para que realizem planos, saiam da dívida cara e tenham poder de compra.

Esta empresa é membro da ABCD e, como tal, atende às Orientações de Conduta constantes em seu Código de Ética e Autorregulação