Saque de FGTS para pagamento de empréstimo: como funciona

Atenção! A Provu não solicita pagamento antecipado para a liberação do Provu Empréstimo Pessoal.

Saque de FGTS para pagamento de empréstimo: como funciona

Publicado em 30 out, 2017

Atualizado em 25 jul, 2022

1 min de leitura

Link Copiado!

O Governo Federal está se preparando para liberar a modalidade de saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. Desta vez a proposta é permitir o saque de FGTS para pagamento de empréstimo. Vamos explicar direitinho como isso vai funcionar e quais serão as regras deste saque.

Saque de FGTS para pagamento de empréstimo

Visando estimular o consumo e movimentar a economia, o governo está preparando a liberação do saque de FGTS para pagamento de empréstimo. A Medida Provisória que deve permitir isso já está pronta e vai dar a possibilidade de retirada de recursos aos trabalhadores que pedirem demissão e que tenham um empréstimo consignado para quitar.

Pela proposta também serão contemplados nas regras de saque de FGTS os trabalhadores que forem demitidos por justa causa, o que hoje não é permitido na legislação. Além disso, a regra também deverá incluir aqueles empregadores que fizerem a demissão acordada com os patrões, dentro da nova forma de dispensa incluída na reforma trabalhista que entra em vigor em novembro.

De acordo com a minuta da MP, o saque de FGTS para pagamento de empréstimo ficará limitado a 10% do saldo da conta vinculada dos trabalhadores. Além disso, será autorizado somente nas operações em que o FGTS for dado como garantia do empréstimo consignado.

Segundo dados do orçamento, nos próximos quatro anos as retiradas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço deverão superar as entradas em R$ 56 bilhões. Vale ressaltar que a conta não considera, no entanto, a nova modalidade de saque criado para estimular a economia do país.

A medida carrega receios por parte dos integrantes do Conselho Curador do FGTS, que temem o estímulo das fraudes com a nova possibilidade de saque de FGTS para pagamento de empréstimo. O medo é de que os consumidores façam o consignado e peçam demissão pouco tempo depois, apenas com o objetivo de sacar o dinheiro do Fundo.

Além disso, há dúvidas de se esta permissão de saque vai realmente ajudar a economia, considerando o baixo limite de retirada.

FGTS como garantia de crédito consignado

Em julho de 2016 já havia sido sancionada uma lei que autorizou o uso do FGTS como garantia de empréstimo resultado. Contudo, a mesma não teve o resultado esperado pois não houve interesse por parte das instituições bancárias.

Dentro da possibilidade de uso do FGTS como garantia de empréstimo, os bancos só podem receber o dinheiro quando o trabalhador é demitido sem justa causa, sendo o limite equivalente a 10% do saldo da conta e a integridade da multa de 40%. Além disso, a modalidade de empréstimo com garantia de FGTS tinha um teto de juros de 3,5% ao mês, considerado baixo pelo setor financeiro.

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Dúvidas sobre empréstimo pessoal? Deixe nos comentários para nossa equipe!

Escrito por: Provu

A Provu surgiu sob o nome de Lendico, mas em 2021 mudou de marca por uma decisão estratégica de reposicionamento e maior alcance dos produtos financeiros. Com essa transformação, trazemos um novo conceito, com a premissa de oferecer mais soluções para os brasileiros mantendo a eficiência, reputação e história da Lendico.

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Empréstimo
Cálculo de empréstimo consignado: entenda como funciona

Se você já precisou de um dinheirinho a mais para realizar algo, possivelmente já pensou em tomar um e...

03 mai, 2022
Ler artigo
Empréstimo
Quem pode fazer empréstimo?

O empréstimo é uma boa opção para aqueles que desejam trocar uma dívida cara por outra mais barata, ou...

10 mar, 2022
Ler artigo
Empréstimo
Vale a pena pedir um empréstimo para dívidas do começo do ano?

Todo novo ano traz consigo alguns impostos como IPTU, IPVA e outros débitos, como material escolar. Ma...

06 jan, 2022
Ler artigo

Associações

Prêmios

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.

 

Desde 2015 revolucionando o acesso ao crédito, a Provu é uma financeira com serviços totalmente digitais que vive o Brasil e o sonho dos brasileiros. A empresa tem vocação humana, enxerga as necessidades e entende os desejos de cada pessoa, com o propósito de amparar os brasileiros com soluções para que realizem planos, saiam da dívida cara e tenham poder de compra.

Esta empresa é membro da ABCD e, como tal, atende às Orientações de Conduta constantes em seu Código de Ética e Autorregulação