Atenção! A Provu não solicita pagamento antecipado para a liberação do Provu Empréstimo Pessoal.

Volatilidade: o que é e como isso influencia nos investimentos?

Publicado em 27 mar, 2023

Atualizado em 18 abr, 2023

1 min de leitura

Link Copiado!

Quando falamos sobre investimentos, sabemos que o tema traz diversos conceitos super importantes e que devem ser levados em consideração, mesmo que, às vezes, pareçam um pouco confusos.

E, se você está começando a aprender mais sobre todo esse universo, pode ainda não saber que a volatilidade pode impactar diretamente os seus investimentos.

E mesmo que você já saiba, vamos entrar em mais detalhes sobre a volatilidade, se ela pode influenciar os seus investimentos de curto, médio e longo prazo.

Até porque, muitos investidores acabam considerando apenas outras características, como a rentabilidade, preço do ativo e o volume de negociação, e esquecem da volatilidade.

Isso pode prejudicar os rendimentos, mas calma! Esse conteúdo aqui é exclusivo para te ajudar a entender tudo sobre o assunto.

O que é volatilidade?

Basicamente, a volatilidade é uma medida estatística que mostra a frequência e a intensidade das oscilações no preço de um ativo ou derivativo em um determinado período.

Ou seja, por meio dela, você consegue ter uma ideia estimada da variação do preço no futuro. A volatilidade permite que você estude melhor o investimento que pretende aportar.

Tendo isso em mente, você pode escolher aproximadamente o quanto quer - e pode - arriscar na hora de investir, criando uma estratégia de investimento mais assertiva. Isso também tem relação com o seu perfil de investidor e a sua possibilidade de correr riscos.

Inclusive, quando falamos em volatilidade estamos também falando de risco: ambas são interligadas, mesmo que não sejam sinônimos.

É a partir da volatilidade que você vai entender a possibilidade do preço do ativo cair ou subir: quanto mais volátil for, mais significativa é a sua variação em relação às flutuações de mercado.

Volatilidade e risco de investimento: qual a relação?

Bom, como acabamos de falar para você, a volatilidade pode sim influenciar as possibilidades de rentabilidade do seu investimento.

O mercado financeiro funciona de uma forma bastante parecida à um dia chuvoso: se a chuva dá uma trégua por alguns minutos, você vai arriscar sair de casa sem guarda-chuva, ou vai se prevenir e levar ele com você?

Pois é!

É melhor sempre buscar a prevenção, não é mesmo?

A volatilidade é uma forma de calcular e analisar os riscos de um investimento ou operação de trading. Por meio da análise do histórico de movimentação de um ativo e de outras informações ligadas a ele, você consegue estimar os riscos.

A nossa dica é: assim como a previsão do tempo, fazer uma operação arriscada é quase imprevisível, mesmo que você já tenha um pouquinho de experiência!

Até porque, as oportunidades de ganhos maiores estão justamente nos maiores riscos. Suas escolhas dependem do quanto você pode e quer arcar com possíveis prejuízos.

Esse tipo de análise e conhecimento te ajuda a planejar uma carteira de investimentos onde você destina uma parte para operações mais arriscadas, mas pode também manter sempre a segurança de uma renda fixa, por exemplo.

Volatilidade de câmbio: como funciona?

A volatilidade de câmbio é referente às variações das taxas de câmbio que são aplicadas no mercado financeiro: a oscilação do preço de moedas como dólar, euro e real.

Mesmo para as pessoas que não estão envolvidas no mundo do mercado financeiro, essa volatilidade está presente no cotidiano de várias formas.

Sabe quando você entra em um site ou canal de TV e aparece a queda ou alta do preço do dólar? Essa variação é a volatilidade de câmbio, e ela tem um papel muito importante no mercado financeiro.

Primeiro, porque essa oscilação possibilita que você invista em contratos futuros dessas moedas. Ainda, a cotação das moedas com mais representatividade do mundo influencia a economia de outros países e até mesmo alguns indicadores, como a inflação, por exemplo.

Dica: se você pretende investir na Bolsa de Valores, sempre preste atenção na cotação do dólar, pois pode determinar o desempenho de um ativo ao longo de um período.

E o que é mercado volátil?

Se você está acompanhando a situação financeira do Brasil, já deve ter ouvido falar que o cenário atual apresenta um mercado volátil.

Isso significa que os preços estão muito instáveis, não se mantendo por muito tempo em um mesmo patamar.

A volatilidade pode abrir várias oportunidades interessantes no mundo dos investimentos, porém, para os consumidores, isso não é um bom sinal.

Como a volatilidade pode beneficiar o investidor?

Para os investidores da Bolsa de Valores, a volatilidade de um ativo, quando bem estudada, pode ser benéfica para comprar e vender no momento que terá melhor rentabilidade.

Por exemplo, se você comprar um título de R$ 40 e analisar que a volatilidade dele, nos últimos 18 meses, variou entre R$ 30 e R$ 50 , hoje o preço está chegando a R$ 70.

Essa é uma boa oportunidade para você vender a ação por um preço maior, lucrando R$ 30.

Conclusão

Assim como vários detalhes do mundo dos investimentos, a volatilidade pode ser usada a seu favor, desde que você estude e saiba como utilizá-la.

Se você investe em renda fixa ou variável, é importante entender a volatilidade para dimensionar os riscos das suas aplicações e planejar melhor a sua vida financeira.

Você já começou a investir?

Já pensou no empréstimo pessoal como investimento? Clique aqui e saiba mais!

Se você ficou com alguma dúvida, comente abaixo! Vamos adorar conversar com você.

Escrito por: Pri da Provu

Meu nome é PRI, e eu sou a nova assistente virtual da Provu! Aqui no blog da Provu e nas nossas redes sociais eu vou falar dos mais variados assuntos, e através do WhatsApp, Chat do site e telefone da Provu, eu vou: 👉 Ajudar a baixar o boleto das parcelas do Provu Empréstimo e Provu Boleto Parcelado 👉 Dar suporte no refinanciamento do seu contrato do Provu Empréstimo 👉 Esclarecer tudo que você precisa saber sobre o Provu Empréstimo e Provu Boleto Parcelado 👉 Dar suporte em negociações; E muito mais! Quer me conhecer mais? Acesse o Blog da Provu. E se quiser bater um papo comigo, é só acessar nosso WhatsApp, chat do site ou telefone!

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Prove realizar organização financeira!

Insira seu e-mail para receber as melhores dicas para o seu bolso:

Associações

abcd-logo

Prêmios

premio-cliente-sapremio-ra-1000

Selos

selo-empresa-neutra-de-carbono

Parceiros de Cobrança

kitei-logomhFlores-logoserasa-logo

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 4,45% a.m. (68,62% a.a.) até 11% a.m. (249,85% a.a.), e o CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 4,79% a.m. (76,78% a.a.) até 11,37% a.m. (270,87% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 9, 12, 18, 24 ou 36 meses.

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 4,45% a.m.; 68,62% a.a.; CET 75,53% a.a.; parcelas: R$ 757,37; IOF: R$ 206,42; valor total: R$ 13.632,57. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.