Atenção! A Provu não solicita pagamento antecipado para a liberação do Provu Empréstimo Pessoal.

Antecipação de Empréstimo Consignado: veja como quitar rápido as parcelas

Publicado em 06 mar, 2023

Atualizado em 18 abr, 2023

1 min de leitura

Link Copiado!

Ninguém gosta de ficar em débito por muito tempo, não é mesmo?

Fazer acordos que envolvam compromissos financeiros de longo prazo, às vezes, é inevitável. E uma das coisas que gera receios na contratação de empréstimos e financiamentos é o período para quitar a dívida.

Mas quando falamos em crédito consignado, há uma alternativa para quem quer reduzir esse tempo. Se esse é o seu caso, saiba que você pode antecipar o empréstimo consignado. Quer saber mais como pode ser feito? Basta continuar lendo, que a gente vai te explicar tudo aqui neste conteúdo.

Para começar, o que é o empréstimo consignado?

O empréstimo consignado é um esquema de concessão de crédito em que as parcelas de devolução são descontadas diretamente do pagamento mensal que o contratante recebe. Em outras palavras, as prestações são retiradas automaticamente do salário, holerite, contracheque ou benefício da pessoa.

Essa é uma opção disponível para quem tem um pagamento fixo todo mês: servidores públicos, trabalhadores com carteira assinada, militares, pensionistas do INSS, aposentados e outros grupos. Uma das maiores vantagens do empréstimo consignado é que ele costuma ser mais fácil de se contratar (quando comparado a outras linhas de crédito).

Além disso, essa modalidade tem taxas de juro menores e prazos de pagamento mais longos. Esse último ponto, entretanto, pode se tornar uma inconveniência, já que dá origem a dívidas bem duradouras. Felizmente, é possível encurtá-las com a antecipação.

Ah! E se você quiser entender um pouco mais sobre o assunto, temos um conteúdo exclusivo sobre cálculo do empréstimo consignado, que pode te ajudar.

Como antecipar as parcelas do empréstimo consignado?

A antecipação de empréstimo consignado funciona como uma amortização: a ideia é você pagar algumas parcelas antes que elas vençam. Assim, a instituição financeira dá um desconto nos juros e você acaba pagando um valor menor do que o da dívida total e reduz o tempo necessário para a quitação.

Se você acha que esse adiantamento é uma opção interessante, o primeiro passo é entrar em contato com o banco responsável pelo empréstimo e solicitar a antecipação. A pessoa que te acompanhar vai simular os cenários de amortização possíveis e você poderá escolher o que faz mais sentido para você.

Na hora de antecipar empréstimo consignado, é possível liquidar parcialmente os valores, pagando mais de uma parcela por vez. O desconto dos juros vai se basear na prestação antecipada. Caso você decida por uma liquidação total, isto é, queira adiantar o pagamento de todas as parcelas de uma só vez, os juros são abatidos em cima de todas elas.

Quando sua solicitação for aprovada, você vai pagar o adiantamento por meio de um boleto ou de débito em conta. A conclusão de todo o processo costuma levar de 3 a 5 dias úteis e, a partir disso, o valor das prestações adiantadas não será mais descontado do seu pagamento mensal.

Ah, vale lembrar que, assim como no caso do crédito consignado, é possível antecipar outros tipos de empréstimo.

Qual o melhor momento para antecipar as parcelas?

Tanto para contratar produtos de crédito quanto para antecipar o pagamento deles, é interessante que você acompanhe as movimentações da taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia). Esse indicador é considerado a taxa básica de juros do sistema econômico e, portanto, tem bastante influência sobre os valores praticados na concessão de crédito.

Caso você deseje antecipar o empréstimo consignado, o melhor momento para fazer isso é quando a taxa Selic está relativamente alta. Mas fique ligado: se o seu desejo é encerrar o produto de crédito que você tem atualmente e contratar outro, faça isso quando a taxa Selic estiver mais baixa. Assim, você evita juros muito altos na nova contratação.

Como calcular pagamento antecipado de empréstimo consignado

Ao antecipar as parcelas de um empréstimo consignado, você se livra dos juros que recairiam sobre parcelas futuras. Logo, é preciso considerar as prestações que faltam para a quitação, dispensando os valores dos juros.

Como cada contrato envolve muitas variáveis, não existe uma fórmula que se aplique com precisão a todos os casos. O ideal é entrar em contato com a instituição financeira e solicitar uma simulação. Entretanto, alguns portais online disponibilizam calculadoras de antecipação de empréstimo, então você pode fazer uma pesquisa para encontrar esse tipo de recurso e inserir as informações sobre o seu contrato para gerar uma estimativa.

Qual a vantagem de antecipar parcelas?

Bem, a principal vantagem de antecipar as parcelas de um empréstimo consignado é a que mais faz as pessoas escolherem o adiantamento: a possibilidade de reduzir os juros.

É que, para uma instituição financeira, quanto mais tempo você demora para quitar um débito, mais arriscado o negócio se torna. Por isso, se você quitar em menos tempo, pagará menos juros (uma “taxa de segurança” pelos serviços da instituição financeira). Logo, a antecipação possibilita que você pague um valor total menor.

Além disso, adiantar as parcelas de um consignado também é algo bom para a sua “reputação”: se você precisar passar por análises de crédito no futuro, esse adiantamento vai aparecer no seu histórico. Em geral, isso é visto com bons olhos pelas instituições financeiras, já que significa que você não só cumpriu acordos estabelecidos anteriormente como fez isso antes do tempo previsto.

Qual a ordem para pagar as parcelas e qual a melhor opção?

Depois de decidir se a antecipação do empréstimo consignado é uma boa opção e se você prefere quitar a dívida parcialmente ou totalmente, você precisará escolher a ordem em que as parcelas serão antecipadas. É que a amortização pode ser feita em ordem direta ou indireta.

O esquema da ordem direta é o mais simples: você adianta os valores das parcelas dos meses seguintes. Então se você decide pelo adiantamento no mês de janeiro, por exemplo, pode solicitar a amortização por ordem direta das parcelas de fevereiro (e quantas mais você desejar a partir daí).

Por outro lado, na ordem indireta, é como se o pagamento adiantado fosse feito “de trás para frente”. Então você antecipa as últimas parcelas previstas no contrato, de forma decrescente: primeiro a última, depois a penúltima e assim sucessivamente.

Embora tanto a ordem direta quanto a indireta proporcionem abatimento de juros, tenha em mente que a amortização de ordem indireta costuma trazer descontos maiores.

Conclusão

Não é porque você contratou uma linha de crédito consignado com um determinado prazo de quitação que realmente precisa passar todo esse tempo pagando. Se quiser, é possível encurtar o período necessário para quitar o débito, o que ainda faz com que você ganhe descontos sobre os juros.

É assim que funciona a antecipação de empréstimo consignado. Além de permitir que você pague um valor total menor, o adiantamento também fica registrado como ponto positivo no seu histórico financeiro, o que pode te trazer benefícios em análises de crédito futuras. Para solicitar a antecipação, basta entrar em contato com a instituição financeira responsável pelo empréstimo e abrir uma solicitação. Lembre-se de pensar direitinho sobre a forma como você prefere realizar a amortização: vai quitar a dívida de forma parcial ou total? Além disso, é preciso escolher se o adiantamento será feito em ordem direta ou indireta.

Agora, caso você não faça parte do grupo de pessoas aptas a contratar um empréstimo consignado, existe sempre a opção de realizar um empréstimo pessoal. As parcelas da Provu Empréstimo Pessoal são personalizadas, de acordo com o seu perfil financeiro. Assim elas podem caber no seu bolso. Afinal de contas, a ideia não é a de que o crédito se torne um problema, mas sim uma solução!

Por fim, para lidar com essas e outras questões do mundo das finanças, é importante estar sempre expandindo suas noções de educação financeira. E a gente te ajuda com isso: aqui no Blog da Provu, temos vários conteúdos tão informativos quanto este que você acabou de ler. Não deixe de conferir nossas outras publicações se quiser aprender mais sobre empréstimos e outros temas importantes do universo financeiro.

Escrito por: Pri da Provu

Meu nome é PRI, e eu sou a nova assistente virtual da Provu! Aqui no blog da Provu e nas nossas redes sociais eu vou falar dos mais variados assuntos, e através do WhatsApp, Chat do site e telefone da Provu, eu vou: 👉 Ajudar a baixar o boleto das parcelas do Provu Empréstimo e Provu Boleto Parcelado 👉 Dar suporte no refinanciamento do seu contrato do Provu Empréstimo 👉 Esclarecer tudo que você precisa saber sobre o Provu Empréstimo e Provu Boleto Parcelado 👉 Dar suporte em negociações; E muito mais! Quer me conhecer mais? Acesse o Blog da Provu. E se quiser bater um papo comigo, é só acessar nosso WhatsApp, chat do site ou telefone!

Comentários (15)
Usuário
Sandra Aparecida de Oliveira da Silva
23/01/2024

Quitar empréstimo total favor enviar boleto

Usuário
Sandra Aparecida de Oliveira da Silva
23/01/2024

Quitar um empréstimo, favor enviar boleto p quitação

Fazer um comentário:

Prove realizar organização financeira!

Insira seu e-mail para receber as melhores dicas para o seu bolso:

Associações

abcd-logo

Prêmios

premio-cliente-sapremio-ra-1000

Selos

selo-empresa-neutra-de-carbono

Parceiros de Cobrança

kitei-logomhFlores-logoserasa-logo

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 4,45% a.m. (68,62% a.a.) até 11% a.m. (249,85% a.a.), e o CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 4,79% a.m. (76,78% a.a.) até 11,37% a.m. (270,87% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 9, 12, 18, 24 ou 36 meses.

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 4,45% a.m.; 68,62% a.a.; CET 75,53% a.a.; parcelas: R$ 757,37; IOF: R$ 206,42; valor total: R$ 13.632,57. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.