Como juntar dinheiro: confira as nossas dicas

Atenção! A Provu não solicita depósito antecipado ou PIX para a liberação do empréstimo. Isso é crime.

Como juntar dinheiro: confira as nossas dicas

Por Provu

6 Minutos

Publicado em 30 nov, 2021

Atualizado em 30 nov, 2021

6 min de leitura

Link Copiado!

É muito comum que as pessoas se perguntem “como juntar dinheiro ganhando pouco?”, será que isso é possível? A palavra para essa resposta é: disciplina. 

Com ela, você consegue estabelecer metas financeiras, ter uma reserva de emergência, poupar uma grana e ainda ter dinheiro para pagar as contas. A tarefa mais difícil aqui é ter controle do dinheiro que entra e sai. 

Ao aprender como juntar dinheiro, isso acaba se tornando um hábito e fica natural ao longo do tempo. Entretanto, é preciso rever o seu estilo de vida, enxugar gastos desnecessários e abrir mão de alguns luxos. 

Para te ajudar nessa missão, preparamos um post para você entender quais hábitos te prejudicam na tarefa de como juntar dinheiro e as melhores formas de alterá-los. 

Confira nossas 7 dicas de como juntar dinheiro

1. Defina um objetivo 

Ter objetivos é elencar tudo aquilo que você deseja conquistar em um determinado período de tempo. Para isso, eles devem ser específicos, mensuráveis e terem um prazo para serem alcançados. 

Quando estabelecemos um alvo, temos uma motivação maior do que simplesmente guardar dinheiro, então pode ser mais eficaz. Alguns exemplos de objetivos são: 

Com objetivos claros, todas as vezes em que você pensar em gastar mais do que deve, ou mesmo usar este dinheiro para outras coisas, como compras por impulso, você irá se lembrar de que tem um motivo maior para usá-lo, e não irá se desviar de seu propósito.

2. Entenda sua realidade financeira

Para essa missão, é necessário que você coloque na ponta do lápis todos os seus gastos atuais, desde aquele cafezinho na padaria até a parcela do seu automóvel. 

Com isso, você terá um controle maior das suas finanças e poderá entender se as suas dívidas estão maiores do que os gastos fixos, por exemplo. 

Neste caso, é possível utilizar um aplicativo financeiro (você encontra vários na sua loja de apps do celular) ou até mesmo uma planilha de excel para incluir os seus ganhos e gastos e ter maior controle da sua realidade. 

Vale listar suas principais despesas e, além disso, definir seus gastos em três categorias: 

  1. Essenciais;
  2. Desejos;
  3. Investimentos.

3. Separe as despesas fixas das extras

Depois de listar todos os gastos que você possui, é o momento de entender quais são as contas que você precisa pagar todos os meses e quais são opcionais. 

Por exemplo, quando pensamos nos gastos de casa, sempre nos lembramos dos essenciais, como água, conta de luz e internet. Mas, além disso, também temos impostos, custos com educação, alimentação, saúde, entre outros. 

Liste todos esses gastos e veja quando precisa despender para arcar com os compromissos fixos. 

Feito isso, precisamos entender as despesas extras. Ou seja, tudo aquilo que você não precisa gastar mensalmente. Sejam as baladas no fim de semana, presentes para a família ou outros gastos que aparecem eventualmente. 

Com tudo listado, você pode estipular um teto máximo para que não extrapole o valor durante o mês. Assim, é possível entender como juntar dinheiro e ainda se divertir. 

4. Defina um prazo para a realização

Assim que você definir seus objetivos, entender seus gastos essenciais e supérfluos e incluí-los em uma ferramenta de controle, você deve definir até quando você gostaria de realizar aquela meta. 

Por exemplo, você pode ter uma meta de juntar R$ 5.000,00, mas a sua estratégia irá depender do espaço de tempo que você adotar para concluir esse objetivo. 

Isso porque, se você precisa do valor em até quatro meses, terá atitudes muito mais radicais do que se tivesse um espaço de tempo de um ano. 

5. Livre-se das dívidas

Muitos especialistas aconselham que, antes de juntar dinheiro, você se livre das dívidas. Portanto, na medida do possível, tente acabar de uma vez por todas com as grandes vilãs da organização financeira. 

Claro que isso depende muito das particularidades de cada pessoa. Entretanto, sempre que puder, pague o máximo de contas que conseguir para depois começar a tarefa de juntar dinheiro. 

6. Busque uma renda extra

Uma boa dica para quem quer guardar dinheiro é encontrar uma renda extra para complementar sua receita. 

Se você já tem um trabalho bacana, mas está com tempo livre para fazer alguma outra atividade, essa é uma boa hora para começar a pensar em quais habilidades você pode oferecer ao mercado. 

Depois que encontrar um trabalho extra bacana, você pode fazer a dinâmica de tentar “esquecer” que vai entrar este dinheiro e guardar tudo que ganhar. 

7. Escolha uma forma rentável para guardar este dinheiro 

Se você está pensando em juntar dinheiro durante um 1 ano, por exemplo, saiba que deixá-lo dentro da gaveta ou parado no seu banco não vai bastar. Além disso, ver o dinheiro “dando mole” vai ser uma grande tentação para gastar. 

Por isso, pense em locais nos quais você pode investir com alta liquidez, caso precise retirar o dinheiro em um curto espaço de tempo, ou ao menos em locais onde você consiga fazer o dinheiro render de alguma forma. 

O Nubank, por exemplo, permite que você deixe o seu dinheiro guardado no App e rende 100% do CDI. 

Outras dicas para juntar dinheiro

Além das dicas acima, algumas atitudes podem contribuir para que você consiga alcançar o objetivo de guardar dinheiro. Confira: 

  • Cuidado com o delivery de comida (é sempre uma tentação na palma da nossa mão);
  • Reveja gastos com serviços de streaming que você não utiliza;
  • Pense bem antes de tomar a decisão de “eu mereço comprar isso pra mim”;
  • Em alguns dias, tente não gastar com NADA;
  • Limite o uso do cartão de crédito (e negocie as anuidades do cartão);
  • Se alimente antes de ir ao supermercado (e faça uma lista);
  • Não compre sapatos, roupas e acessórios que não esteja precisando;
  • Sempre que puder, pague à vista (e tente um desconto).

Agora que você já viu diversas dicas sobre como juntar dinheiro, que tal começar hoje mesmo a colocar tudo em prática?

Continue navegando no Blog da Provu para conhecer ainda mais sobre o mercado financeiro e ter inspiração para mudar a sua relação com o dinheiro. Se você ficou com alguma dúvida, é só deixar seu comentário aqui embaixo. Vamos adorar te responder!

SOLICITAR MEU EMPRÉSTIMO

Escrito por: Provu

Sem comentários ...

Fazer um comentário:

Conteúdos relacionados
Educação Financeira
Teste: como está sua saúde financeira?

A equipe da Provu preparou um teste para você saber como anda sua saúde financeira e se você precisa p...

27 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Previdência Social: entenda o que é e como funciona

Você já deve ter ouvido idosos falar sobre previdência social. Mas afinal, do que se trata este termo ...

21 abr, 2022
Ler artigo
Educação Financeira
Renda extra: o que é e como ganhar em 2022?

Renda extra é o assunto do momento, e nada melhor do que começar o ano ganhando mais dinheiro, não é m...

14 abr, 2022
Ler artigo
s

A provu.com.br pertence à PROVU, CNPJ: 20.265.259/0001-71, com sede na Rua Pais Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil – CEP: 05424-010.

 

A Provu não é uma instituição financeira, mas sim um prestador de serviços correspondente bancário nos termos do artigo 2º, da Resolução CMN nº 3.954, de 24 de fevereiro de 2011 atuando para as instituições financeiras: SOROCRED CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A – CNPJ: 04.814.563/0001-74 e PROVU SOCIEDADE DE CRÉDITO DIRETO S.A – CNPJ Nº 42.627.615/0001-92.

 

Informações gerais sobre as operações de crédito ofertadas: a taxa de juros para empréstimo pessoal varia de 1,99% a 10,95% ao mês. O CET (Custo Efetivo Total) pode variar de 2,39% a.m. (32,77% a.a.) a 11,17% a.m. (256,33% a.a.), dependendo da análise de crédito do cliente e do prazo de pagamento, que pode ser de 12,18, 24, 30 ou 36 meses.

 

Exemplo: valor: R$ 9.000,00; prazo: 18 meses; taxa de juros: 3,52% a.m.; 51,52% a.a.; CET 58,35% a.a.; parcelas: R$ 702,09; IOF: R$ 242,13; valor total: R$ 12.637,62. Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com a política de crédito.